Sessão Solene abre atividades do Mês da Mulher em Arujá na próxima terça-feira (8/3)

Evento está sendo organizado pela Procuradoria da Mulher em conjunto com a Prefeitura de Arujá

A Câmara de Arujá vai abrir as atividades do Mês da Mulher com a realização de uma Sessão Solene alusiva ao Dia Internacional da Mulher. O evento, coordenado pela Procuradoria Especial da Mulher, será na próxima terça-feira (8/3), a partir das 10h, no Plenário Vereador João Godoy.
A Procuradora Titular, a vereadora Cristiane Araújo Pedro de Oliveira (PSD), a Profª Cris do Barreto, abrirá a Sessão Solene, que ainda contará com a presença do presidente da Casa, Abel Franco Larini (PL), o Abelzinho, do prefeito Luis Antonio de Camargo e a presidente do Fundo Social de Solidariedade, Clau Camargo, entre outras autoridades.
Representantes de segmentos de apoio e defesa dos direitos das mulheres, além de secretários municipais, agentes públicos e lideranças, também deverão prestigiar a solenidade.
“O 8 de março é uma data de reflexão e conscientização sobre a necessidade de mobilizarmos a sociedade para conquistar e avançar nas políticas de igualdade de gênero. Sabemos que o desafio é grande, mas também temos clareza de nossos avanços e vitórias. Por isso, nesse mês de março vamos focar nosso debate no empoderamento feminino e na capacidade que nós, mulheres, temos de superar as dificuldades e continuar na luta por nossos direitos”, salientou a vereadora Cris do Barreto.

Praça do Coreto
A segunda etapa das ações de mobilização do 8 de março ocorrerá na Praça do Coreto, das 14h às 20h. Tendas de várias Secretarias Municipais serão montadas para atendimento e orientação social e jurídica às mulheres, oportunidade de estudo, emprego e renda, serviços gratuitos de beleza e bem-estar e participação em oficinais culturais. Também está prevista a realização de shows com artistas locais.

Rede Integrada
O 8 de março também está sendo uma oportunidade de apresentar à população a Rede Integrada de Proteção à Mulher formada por diversos órgãos, entidades e associações sob a coordenação da Prefeitura e da Câmara Municipal – representada pela Procuradoria Especial da Mulher. Entre os integrantes da Rede estão o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), ligado à Secretaria Municipal de Assistência Social; Delegacia da Mulher; Conselho Municipal dos Direitos da Mulher e Guarda Civil Municipal.
Todas as atividades são gratuitas e abertas ao público em geral e deverão respeitar os protocolos sanitários de prevenção à Covid-19.

COLUNISTAS

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

FOTOS

Apae de Arujá celebra 33 anos de história e serviços

6

Revitalizado, monumento do Padroeiro de Arujá recebe visitas

5

Rede de clínicas AmorSaúde chega a Arujá oferecendo consulta

6

Guia de Anunciantes