Região recebe amanhã o primeiro lote de vacinas contra Covid-19 para grupos prioritários de crianças

Expectativa é de que municípios comecem a aplicar as doses a partir de segunda-feira (17); Arujá deve receber pouco mais de 500 doses

A região do CONDEMAT – Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê recebe neste sábado (15/01) o primeiro lote de imunizantes infantis contra a Covid-19. Como não há previsão de horário, a expectativa é de que as vacinas comecem a ser aplicadas para o público de 5 a 11 anos da região a partir de segunda-feira (17/01). De acordo com o Plano Estadual de Imunização (PEI), nesta primeira etapa serão vacinadas as crianças com comorbidades, quilombolas e indígenas, e na sequência, será aberto o escalonamento por idade em ordem decrescente.
Esta primeira remessa conta com 16.927 doses que serão entregues aos 12 municípios consorciados. Os municípios que pertencem ao Alto Tietê farão a retirada do seu quantitativo no Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE), órgão vinculado ao Estado que fica em Mogi das Cruzes. Já Santa Branca retira os imunizantes na GVE de São José dos Campos.
De acordo com a coordenadora da Câmara Técnica de Saúde, Adriana Martins, os municípios estão preparados para o início da imunização infantil. “Tivemos uma série de reuniões em conjunto com a Câmara Técnica de Educação para traçarmos as melhores estratégias para a imunização de nossas crianças com segurança e o máximo de agilidade possível. Os profissionais da região estão capacitados e cada município adotou sua estratégia individual para receber este público a partir de segunda-feira,”, destacou a coordenadora que alertou os pais para que monitorem as redes sociais do seu município sede, onde serão divulgadas as informações relativas aos locais, dias e horários de imunização, além de dados sobre pré-cadastros municipais.
Apesar de comemorar o início da imunização infantil na região, a coordenadora da Câmara Técnica de Saúde aponta que, diante da baixa quantidade de vacinas recebidas nesta primeira etapa, a campanha deve ocorrer de forma lenta. A estimativa é de que cerca de 313 mil crianças devem receber a imunização na região. “Tudo indica que será uma vacinação longa, com entregas fracionadas de vacinas. De qualquer forma os municípios estão preparados para avançar com a imunização à medida em que receberem as doses”, disse Adriana.
O imunizante infantil é da farmacêutica Pfizer e, de acordo com nota técnica do Plano Estadual de Imunização (PEI), deve ser aplicado em duas doses respeitando o intervalo de oito semanas.

Confira o quantitativo por município:

 

Comorbidades

PCD

Indígenas e Quilombolas

Arujá:

459

58

0

Biritiba Mirim:

156

25

0

Ferraz de Vasconcelos:

974

138

0

Guararema:

142

25

0

Guarulhos:

6702

924

100

Itaquaquecetuba:

1928

267

0

Mogi das Cruzes:

2012

287

10

Poá:

594

50

0

Salesópolis:

87

5

0

Santa Branca:

58

7

0

Santa Isabel:

262

47

0

Suzano:

1428

142

40

 


Arujá iniciou pré-cadastro na última quarta-feira (12)

A Prefeitura de Arujá abriu na última quarta-feira (12), o pré-cadastro para a vacinação de crianças, de 05 a 11 anos de idade, contra a Covid-19. O cadastro deve ser feito em dois locais: no site do vacinaja (https://www.vacinaja.sp.gov.br/) do governo estadual, e também no site de Prefeitura de Arujá (https://www.prefeituradearuja.sp.gov.br/). 
Para a qualidade, segurança e conforto da vacinação das crianças, é imprescindível que seja feito, imediatamente, o pré-cadastro daquelas que serão vacinadas, facilitando também a logística e agilidade da imunização, tão logo cheguem as vacinas e sejam definidos os locais da vacinação.
A Prefeitura informou que já está 100% preparada para realizar a vacinação, assim que os imunizantes estiverem disponíveis.
No momento da vacinação, a criança deverá ser acompanhada pelos pais ou seu representante legal, que devem apresentar o próprio documento com foto, o RG ou Certidão de Nascimento, CPF ou Cartão SUS da criança e comprovante de endereço em Arujá. 
Outra informação importante, será confirmar se, na ocasião de receber a vacina contra a Covid, se a criança recebeu, por ventura, recentemente, alguma outra vacina do calendário de rotina, caso em que será preciso aguardar um intervalo de 14 dias para que ela possa ser imunizada contra a Covid-19.

COLUNISTAS

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

FOTOS

Apae de Arujá celebra 33 anos de história e serviços

6

Revitalizado, monumento do Padroeiro de Arujá recebe visitas

5

Rede de clínicas AmorSaúde chega a Arujá oferecendo consulta

6

Guia de Anunciantes