Profª Cris do Barreto assumirá Procuradoria Especial da Mulher

A vereadora Cristiane Araújo Pedro de Oliveira (PSD), a Profª Cris do Barreto, assumirá a Procuradoria Especial da Mulher da Câmara Municipal de Arujá.
A Sessão Solene de Posse será realizada no dia 9/12 (quinta-feira), às 15h, no Plenário Vereador João Godoy. Haverá transmissão ao vivo pelo canal oficial do Legislativo no YouTube.
Cris será a primeira mulher a assumir a função. “Tenho um compromisso com a causa das mulheres, que envolve o combate a qualquer tipo de violência, seja física, sexual, psicológica ou política, que poucos conhecem, mas existe e da qual inclusive já fui vítima, e quero fazer do meu mandato um espaço de diálogo e de desenvolvimento de ações efetivas de emancipação feminina. Somente assim conseguiremos superar essa situação de insistente violência contra as mulheres”, afirmou a vereadora.
A Procuradoria é um órgão da Câmara, mas que atuará de forma independente. Tem como principais objetivos zelar pela defesa dos direitos da mulher; acompanhar a execução de programas governamentais voltados à promoção da igualdade de gênero, além de promover debates, Audiências Públicas, seminários e auxiliar as Comissões Permanentes e Temporários na discussão de Proposituras relacionadas a esse tema. A criação da Procuradoria foi oficializada por meio da Resolução 380/2021.
A solenidade marca o início de um trabalho ainda mais efetivo do Legislativo em favor dos direitos das mulheres. Além de leis específicas de combate à violência, em 2020 foi criada a Comissão Permanente de Defesa dos Direitos da Mulher, cuja iniciativa contou com a participação da Profª Cris do Barreto (PSD).
“A criação da Procuradoria é um grande avanço e ocorre em um momento especial, quando mulheres de todo o mundo se unem na campanha dos 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra Mulher criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) e que também foi incluída em nosso calendário aqui em Arujá. É um momento histórico”, comemorou Cris do Barreto. No Brasil, a campanha foi adaptada para 21 dias de ativismo e abarca o período de 20 de novembro – Dia da Consciência Negra - a 10 de dezembro – data em que se celebra a promulgação da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

 

COLUNISTAS

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

FOTOS

Yellow do Bem arrecada mais de 5 toneladas de alimentos

4

Melhores do ano LAF 2021 reuniu atletas no União

1

Techint cria jardins verticais e painel de grafite

4

Guia de Anunciantes