Operação de combate ao furto de energia em Arujá

Com três operações na região, concessionária recupera volume de energia suficiente para abastecer 1.200 residências por um mês

A Neoenergia Elektro, com o apoio da Polícia Civil, identificou na manhã da última quarta-feira (22), fraude em uma empresa de reciclagem de plástico, no Parque Rodrigo Barreto, em Arujá. O volume de energia recuperado é o suficiente para abastecer 1.200 casas durante 30 dias.
Esta é a terceira operação da concessionária na região. No início da semana, a Neoenergia Elektro realizou duas operações em Mairiporã, onde foram identificadas fraudes em estabelecimentos comerciais. Uma pessoa foi presa em flagrante.  
Só no primeiro semestre de 2021, a Neoenergia Elektro recuperou 31,06 GWh de energia com as ações da “Operação Varredura”. Ao todo, foram 26 mil inspeções, oito operações com o apoio policial e a substituição de 33 mil medidores obsoletos ou com defeito.  As ações de combate às ligações clandestinas serão intensificadas até o final do ano.
O “gato” de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal e a pena para o responsável pela fraude pode chegar a 08 (oito) anos de reclusão. Além de crime, o “gato” representa risco de morte a quem faz e a quem está próximo. A ligação clandestina também provoca perturbações no fornecimento de energia da região e pode provocar a queima de eletrodomésticos dos vizinhos. A população pode denunciar as fraudes, de forma anônima e segura, no telefone 0800 701 01 02 ou no site da Neoenergia Elektro.

 

COLUNISTAS

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

FOTOS

Secretaria de Desenvolvimento Econômico homenageou mulheres

3

Polo Arujá da Universidade Anhembi Morumbi torna-se modelo

2

Igreja Adventista do Sétimo Dia de Arujá entrega templo

4

Guia de Anunciantes