ONG lança programa gratuito de fomento à empregabilidade feminina; mulheres de Arujá podem participar

O projeto social conta com módulos sobre empregabilidade, acolhimento psicológico e mentoria de carreiras. Público-alvo são mulheres da região de Guarulhos, sem trabalho e renda

A pandemia da COVID-19 causou enormes danos na economia brasileira e, mais especificamente, atingiu em cheio a participação das mulheres no mercado de trabalho. No terceiro trimestre de 2020, o Brasil registrou 8,5 milhões de mulheres a menos na força de trabalho, na comparação com o mesmo período do ano anterior, segundo dados do IBGE, colhidos na Pnad Contínua. 
Diante deste cenário, a ONG Cruzando Histórias lança o programa ‘Impulsione sua Carreira’, em parceria com a empresa do setor elétrico, EDP. O projeto, totalmente gratuito, tem como objetivo promover o cuidado à mulher em situação de vulnerabilidade social e prepará-la para se reintegrar ao mercado de trabalho.
“As dificuldades da mulher no mercado de trabalho sempre foram evidentes, mas com a pandemia as portas se fecharam ainda mais. São milhares de mulheres sofrendo com a sobrecarga do cuidado familiar, ou mesmo em situação de violência doméstica, isoladas do mercado, muitas vezes só por ser mulher”, reflete Bia Diniz, fundadora e presidente da ONG.
A jornada proposta pelo programa se inicia por um workshop de empregabilidade on-line, seguido por uma etapa de acolhimento psicológico e mentoria de carreira. Ao final, o perfil profissional de todas as participantes será disponibilizado numa ‘Vitrine de Talentos’, para que as empresas parceiras da Organização possam oferecer vagas e novas oportunidades às profissionais.
O programa será exclusivo para mulheres de Guarulhos e cidades vizinhas, como Arujá, Itaquaquecetuba, Mairiporã, Nazaré Paulista e Santa Isabel. O programa terá início no dia 8 de setembro, indo até 11 de outubro. As participantes receberão um certificado de conclusão de 8h.

Sobre a Cruzando Histórias
A Cruzando Histórias é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, focada em oferecer projetos sociais de acolhimento e desenvolvimento para mulheres em situação de vulnerabilidade. Fundada em 2017 pela Empreendedora Social, Bia Diniz, tudo começou com um trabalho de escuta empática e contação de histórias de pessoas desempregadas em busca de recolocação no Centro da cidade de São Paulo. Desde então, o sonho cresceu e se multiplicou em uma equipe de voluntários que se apoiam em valores-chave como a empatia, colaboração social, educação e inclusão para mudar a realidade de milhares de mulheres pelo Brasil. Somente em 2020, a Organização ofereceu cerca de 1500 horas de orientação de carreira e psicoterapia, impactando mais de 6 mil pessoas pelo País. Para mais informações acesse: www.cruzandohistorias.org.

COLUNISTAS

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

FOTOS

EAMA retoma atividades com a realização da prova do Circuito

2

"Nossa Arujá e Projeto Saudade" exibe fotos da cidade

8

Prime Beef inaugura loja em Arujá

7

Guia de Anunciantes