Função exclusiva dentro do APP eOuve deverá facilitar comunicação de prevenção de quedas de árvores, postes e demais problemas

A Prefeitura de Arujá criou essa semana uma função exclusiva, dentro do aplicativo eOuve, para a comunicação de assuntos relacionados a árvores com risco de quedas e interferência nas fiações da rede aérea elétrica, bueiros ou bocas de lobo com tampas quebradas ou sem tampas, postes de madeira ou de concreto com risco de queda e fios soltos, vias públicas com acostamentos com sinais de erosão e outros transtornos. Essa nova funcionalidade visa a prevenção e o mapeamento dos riscos causados pelas chuvas, para que as equipes de serviços da Administração Municipal ou as Concessionárias possam se programar e atuar rapidamente nos casos mais graves, a fim de evitar maiores problemas. "É importante frisar que essa zeladoria específica, que incluímos dentro do app eOuve, é para prevenção, o que significa que todos os casos ali informados serão analisados pela Ouvidoria e encaminhados para a resolução de acordo com o seu grau de prioridade e urgência", descreveu o secretário Municipal de Planejamento, Obras e Serviços, Marco Valdanha.
Segundo o Ouvidor Municipal Jonathan Rodrigues, “as solicitações de Zeladoria terão prioridade e serão analisadas com base no risco iminente da queda de uma árvore ou poste, por exemplo, que têm sido fatos recorrentes durante esse período de chuvas, e serão direcionadas e resolvidas dentro de um calendário programado e uma ordem de prioridade definida pela Secretaria ou Departamento responsável por atender aquela demanda", explicou. 

Como funciona
O cidadão que quiser informar a Prefeitura sobre uma árvore ou poste em vias de queda ou, ainda, uma estrada prejudicada com a erosão, deve baixar o aplicativo eOuve da Prefeitura de Arujá nas plataformas Android ou IOs, pela Play Store ou Apple Store, e se cadastrar com os dados solicitados. Em seguida, basta clicar no botão Zeladoria e, dentro dele, cadastrar o tipo de serviço que deseja reportar, relatar com detalhes o problema e anexar, se possível, uma foto, para que a Ouvidoria possa avaliar e direcionar a demanda para a Secretaria ou órgão competente. 
Vale ressaltar que nos casos em que a responsabilidade é da Elektro, como problemas com postes de energia elétrica, a Concessionária será comunicada sobre o problema para a adoção de providências.
Para facilitar a vida dos munícipes, o Departamento de Tecnologia da Informática da Prefeitura irá disponibilizar um vídeo com tutorial de como acessar o serviço e cadastrar a sua demanda no www.prefeituradearuja.sp.gov.br
Uma vez cadastrada a queixa, o munícipe receberá uma mensagem da Ouvidoria sobre o prazo previsto para a regularização do transtorno.
Segundo o secretário Marco Valdanha, a ideia da função de Zeladoria é prevenir uma série de acontecimentos ou até mesmo desastres, através da contribuição da população que deverá atuar como um uma espécie de "fiscal" auxiliar, ou seja, um "braço" da Prefeitura, no tocante a informes sobre os pontos mais críticos e que necessitam de atenção emergencial. 
"Claro que não podemos estar em todos os lugares ao mesmo tempo, porém com a ajuda dos munícipes e o comunicado prévio da onde estão os problemas mais graves, teremos condições de mapear a cidade e agir de forma mais rápida e eficaz", pontuou.

COLUNISTAS

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

FOTOS

EAMA retoma atividades com a realização da prova do Circuito

2

"Nossa Arujá e Projeto Saudade" exibe fotos da cidade

8

Prime Beef inaugura loja em Arujá

7

Guia de Anunciantes