Alto Tietê é mantido na fase amarela em atualização do Plano São Paulo

A Região do Alto Tietê foi mantida na fase amarela na atualização do Plano São Paulo de flexibilização econômica divulgada ontem (15).
Na última semana, o Alto Tietê, que faz parte da Região da Grande São Paulo, já havia permanecido na fase amarela. A atualização seguinte estava prevista apenas para o dia 5 de fevereiro, mas o Governo do Estado decidiu antecipar a atualização, diante da piora nos indicadores da Covid-19. Com isso, Arujá deverá continuar autorizada a abrir bares, comércio de rua, academias, restaurantes, concessionárias, salões de beleza dentro outros, mas com limite de 40% de capacidade e com horário de funcionamento restrito, conforme as regras da fase amarela. 
Nesta atualização, a Região de Marília retornou para a fase vermelha, a mais restritiva. Além disso, sete regiões regressaram da fase amarela para a fase laranja: Araçatuba, São José do Rio Preto, Franca, Ribeirão Preto, Bauru, Piracicaba e Taubaté.
Presidente Prudente, Sorocaba e Registro permaneceram na fase laranja, enquanto Grande SP, Barretos, Araraquara, São João da Boa Vista, Campinas e Baixada Santista foram mantidas na fase amarela.
Na última semana, o governo anunciou algumas mudanças nas regras de funcionamento da fase amarela. De acordo com as novas regras do Plano São Paulo, a fase amarela passará a permitir 40% de ocupação presencial para todas as atividades liberadas, incluindo parques estaduais, e expediente de até 10 horas diárias. O atendimento presencial terá que ser encerrado às 22h em todos os setores. Nos bares, as portas devem fechar ao público mais cedo, às 20h. Atividades não essenciais que geram aglomeração, como festas, baladas e shows continuam proibidos.

 

COLUNISTAS

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

FOTOS

Transformar Guararema em uma “smart city” é uma das metas

1

Com unidades de atendimento 24 horas, Plena Saúde cresce

6

Crimes ambientais e loteamentos irregulares

5

Guia de Anunciantes