Arujá deverá ter 10 candidatos a prefeito; duas mulheres estão na disputa

Outros quatro nomes femininos aparecem como candidatas à vice-prefeita na disputa

Uma eleição histórica deve marcar o pleito municipal de 2020 em Arujá. A cidade deverá ter 10 candidatos a prefeito para que a população escolha apenas um para conduzir o município nos próximos quatro anos.  Outro destaque na eleição deste ano é que duas mulheres oficializaram suas pré-candidaturas como prefeita e outras quatro colocaram seus nomes como vice. São pré-candidatos a prefeito e vice em Arujá de acordo com ata registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral):Ana Cristina Poli (PL) / Ademar Junior Barbosa (PSDB)
Antonio Carlos Ribeiro (PV) / Mônica dos Santos (PV)
Branca de Fátima Matheus (Republicanos) / Hélio Motomo Izumi (Republicanos)
Edvaldo de Oliveira Paula (PTB) / José Antonio Ramalho (PTB)
Julio Taikan Yokoyama (PROS) / Jasiel Fausto Botelho (PROS)
Luis Antonio de Camargo (PSD) / Gilberto Daniel Junior (PODE)
Marcio Batista (PSB) / José Orlando da Silva (MDB)
Natal Aparecido Calixto Barbosa (PSOL) / Selva Ribas Bejarano (PSOL)
Renato Caroba (PT) / Simone Veloso (PT)
Rodrigo Fernandes (PP) / Maria Estevo (PRTB)

Candidatos têm até o dia 26 para registrar pedidos
Após a realização das convenções partidárias (acesse as matérias sobre as convenções no site do Jornal da Cidade http://jornaldacidadearuja.com.br/) que definiram os nomes dos pré-candidatos, cada partido tem até o dia 26 de setembro para registrara o pedido. A Emenda Constitucional (EC) nº 107/2020, promulgada pelo Congresso Nacional no dia 2 de julho, adiou o primeiro e o segundo turno das Eleições Municipais deste ano, respectivamente, para os dias 15 e 29 de novembro, em razão da pandemia provocada pelo novo coronavírus. Com a prorrogação do pleito, também foram fixadas novas datas para outras fases do processo eleitoral de 2020, entre elas a de registro dos candidatos escolhidos em convenções partidárias. 
Para ser candidato, a Constituição Federal exige do cidadão a nacionalidade brasileira, o pleno exercício dos direitos políticos, o alistamento eleitoral, o domicílio eleitoral na respectiva circunscrição, a filiação partidária – portanto, as candidaturas avulsas estão proibidas – e a idade mínima fixada para o cargo eletivo almejado.
Para concorrer a cargos de prefeito ou vice-prefeito, o candidato precisa ter 21 anos e, para disputar uma vaga de vereador, deve ter 18 anos. A idade mínima para ocupar o cargo é verificada tendo como referência a data da posse. Além disso, para concorrer, o postulante a um cargo eletivo precisa estar quite com a Justiça Eleitoral, ou seja, não pode ser devedor de multa eleitoral.
A Resolução TSE nº 23.609/2019 estabelece que qualquer cidadão pode concorrer às eleições desde que cumpra as condições constitucionais e não esteja impedido por qualquer causa de inelegibilidade prevista em lei. Pelo texto, para disputar o pleito, o candidato deverá possuir domicílio eleitoral na respectiva circunscrição e estar com a filiação deferida no partido político pelo qual pretende concorrer seis meses antes das eleições.

COLUNISTAS

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

FOTOS

Techint cria jardins verticais e painel de grafite

4

Final da Gigantes da LAF 2021 acontece neste domingo

1

LAF promove jantar de confraternização para os clubes

2

Guia de Anunciantes