Empresa responsável por PAs e Maternidade diz que descontará de médicos que faltaram em plantão

Em reunião ocorrida na última quarta-feira (11), entre o prefeito de Arujá, doutor José Luiz Monteiro (MDB) e os representantes da empresa Inovação, responsável por gerir a Maternidade Municipal e os Prontos Atendimentos do Centro e Parque Rodrigo Barreto, os médicos que faltaram no plantão entre os dias 8 e 9 de julho terão seus dias faltados descontados do salário. A informação foi passada pelos representantes da empresa que tem um contrato emergencial até o próximo dia 18 de agosto.
Ainda durante a reunião, a Inovação se comprometeu, segundo informou a Assessoria de Imprensa da Prefeitura, a “substituir a diretoria clínica e a coordenadoria técnica do PA, a fim de evitar novas faltas ou, caso ocorram, providenciar a imediata substituição dos médicos”. 
A Inovação assumiu a gerência dos PAs no dia 18 de fevereiro, para tal recebe dos cofres públicos cerca de R$ 2,3 milhões por mês. Segundo a Assessoria de Imprensa da Prefeitura, novo processo licitatório para a contratação da Organização de Saúde responsável pelas unidades está em fase final de elaboração para lançamento.

Entenda o caso
Ao menos seis vereadores estiveram no Pronto Atendimento (PA) de Arujá entre a noite do último de domingo (8) e a madrugada de segunda-feira (9), onde relatam ter constatado a falta de médicos. A informação foi amplamente divulgada pelos parlamentares em suas respectivas redes sociais.
Os vereadores Rafael Santos Laranjeira (PSB), Cristiane Araújo Pedro (PSD), a Profª Cris do Barreto, Renato Bispo Caroba (PT) e Luiz Fernando Alves de Almeida (PSDB) chegaram à unidade às 22h do domingo atendendo a uma denúncia e lá permaneceram até as 2h.
Indignados com a situação, os quatro vereadores acionaram a Polícia Militar para denunciar omissão de socorro e registraram um Boletim de Ocorrência (B.O) para preservação do direito de atendimento médico.
Tal acontecimento também teria contribuído para a exoneração do médico Messias Covre do cargo de secretário de Saúde de Arujá. Na última terça-feira (10) a Assessoria de Imprensa enviou uma nota informando a saída do médico, salientando que a exoneração ocorreu em comum acordo e em virtude de problemas relacionados à área. A diretora, Carmen de Araújo Pellegrino, responde interinamente pela Pasta desde então.

COLUNISTAS

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

FOTOS

Secretaria de Desenvolvimento Econômico homenageou mulheres

3

Polo Arujá da Universidade Anhembi Morumbi torna-se modelo

2

Igreja Adventista do Sétimo Dia de Arujá entrega templo

4

Guia de Anunciantes