Luiz Bananeiro deixa familiares e muitos amigos

Arujá perdeu esta semana um dos seus ilustres representantes públicos. Faleceu na última quarta-feira (27), aos 82 anos, Luiz Alves, mais conhecido na cidade como Luiz Bananeiro. Seu corpo foi velado no Salão nobre da Câmara Municipal e depois levado para o crematório da Vila Alpina em São Paulo.
Luiz Bananeiro foi um cidadão reconhecido por seu carisma e simpatia, sendo sempre muito querido pela população arujaense. Ele foi vereador eleito em 1992 e vice-prefeito nas gestões de 2000, 2008 e 2012, ao lado do ex-prefeito Abel Larini. Em 2014, recebeu o título de Cidadão Arujaense concedido pelo Legislativo Municipal.
Lamentamos a passagem do amigo e do político, mas devemos nos lembrar de seus familiares: a esposa, dona Nadir, três filhos e cinco netos que perderam um ser insubstituível. Neste sentido, a Administração Municipal de Arujá decretou Luto Ofical de três dias, bem como o prefeito José Luiz Monteiro manifestou seu pesar e solidariedade a toda a família.
"Foi com muita tristeza que recebemos a triste notícia do falecimento do querido Luiz Bananeiro. Nos conhecemos há quase 40 anos, desde que fomos vizinhos, e sempre me cativou sua grande alegria e simpatia. Ficam as lembranças de um homem que fez história. Meu abraço fraterno aos familiares", lamentou o prefeito.

Presente ao velório Abel Larini falou sobre o amigo 
Ao falar com a reportagem, o ex-prefeito de Arujá Abel Larini posicionou seu lamento pela perda do grande amigo e companheiro da trajetória política. Abel contou como conheceu Luiz Alves (Bananeiro), no ano de 1995, descrevendo como decidiu que ele seria seu vice na composição da chapa para disputar as eleições  para o mandato iniciado no ano 2000. Para tanto a dupla participou de mais 1.400 reuniões em casas de família levando as suas propostas para administrar o município.
Enfim, Abel descreveu diversas nuances da trajetória que cumpriu com Luiz Bananeiro ressaltando muitas das suas qualidades, entre elas a de ser uma pessoa extremamente leal e dedicada à população.
“Eu sempre dizia que seu Luiz era um pai que eu não tinha mais e sempre foi uma grande verdade. A maior e a melhor característica do Sr Luiz era a lealdade, coisa muito difícil no meio político. Outra grande qualidade dele era o desejo de servir a população, tanto que passava a maior parte do seu tempo nas Unidades Básicas de Saúde, no PA e na Maternidade observando o atendimento que era dispensado aos arujaenses que necessitavam dos serviços”, conta Abel Larini.
O lamento de Abel foi seguido por diversos outros amigos que compareceram ao velório, e todos ressaltaram sua alegria de viver e carinho imenso que Luiz Bananeiro sempre teve com todas as pessoas, independente da classe social a que pertencessem.
Arujá realmente perdeu um cidadão de bem!

COLUNISTAS

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

FOTOS

Secretaria de Desenvolvimento Econômico homenageou mulheres

3

Polo Arujá da Universidade Anhembi Morumbi torna-se modelo

2

Igreja Adventista do Sétimo Dia de Arujá entrega templo

4

Guia de Anunciantes