Agora é lei: ecodutos serão obrigatórios em pontos de travessia de animais

Agora é Lei. Arujá torna obrigatória a instalação de ecodutos em pontos de travessia de animais silvestres. O projeto de Lei nº 120/18 de autoria do vereador Edval Barbosa Paz (PSDB), o Profº Edval, foi sancionado pelo prefeito José Luiz Monteiro (MDB) e tornou-se a Lei Municipal nº 3017/18.
A proposta tem como objetivo garantir a passagem segura de animais por meio de túneis ou viadutos, permitindo a preservação do ecossistema e da fauna locais. “Os estudos de viabilidade técnica e ambiental e os estudos de impacto ambiental relativos às obras de novas construções de estradas ou rodovias deverão prever, sempre que as condições exigirem, a implementação de ecodutos”, diz o artigo 3º.
Também deverão ser respeitadas as características dos animais e as peculiaridades topográficas da região. Esta análise definirá se o ecoduto será aéreo ou subterrâneo.
Arujá conta com dois ecodutos aéreos já instalados na Estrada da PL, altura do número 1.400. O Profº Edval esteve no local para verificar os pontos de travessia e ressaltou a sua importância. “Neste ponto temos vários animais que precisam passar de um lado a outro pelas árvores, principalmente, macacos”, pontuou.
O próximo passo, segundo o vereador, será providenciar a instalação de ecodutos na avenida Mário Covas, altura do Golf Clube, onde a via cruza com o trecho Norte do Rodoanel, em fase de obras. “Há resquício de mata nativa nesta região e presença de fauna silvestre”, explicou ao justificar a importância da medida.

COLUNISTAS

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

FOTOS

2ª Etapa do Circuito Mirim de Corrida foi realizada

3

Secretaria de Desenvolvimento Econômico homenageou mulheres

3

Polo Arujá da Universidade Anhembi Morumbi torna-se modelo

2

Guia de Anunciantes