PF faz operação contra desvios no Rodoanel e faz buscas em Arujá

A Polícia Federal deflagrou na manhã da última quinta-feira (21) uma operação, denominada Pedra no Caminho, para prender 15 pessoas suspeitas de desviar dinheiro das obras do trecho Norte do Rodoanel Mário Covas. Em Arujá, foi cumprido um dos 51 mandados de busca e apreensão, que envolveu ainda as cidades de São Paulo, Carapicuíba, Bofete, Ribeirão Preto e São Pedro, no estado de São Paulo, e também em Marataízes e Itapemirim, no Espírito Santo. O 15º alvo de mandado de prisão está fora do país.  
Segundo a Polícia Federal, em Arujá foram realizadas buscas no bairro Jordanópolis, na tentativa de encontrar provadas em documentos. Eles ainda analisarão os materiais apreendidos. Ainda de acordo com PF ninguém foi preso na cidade.
O Ministério Público Federal estima que houve um sobrepreço de R$ 600 milhões nos custos da obra conduzida pela OAS e Mendes Junior.
Uma das pessoas já presas na Pedra no Caminho é Laurence Casagrande Lourenço, ex-diretor presidente da Dersa, principal alvo da operação. Atualmente, ele preside a Companhia Energética de São Paulo (Cesp), que deve ser concedida à iniciativa privada. O trecho Norte do Rodoanel ainda está em construção e, quando estiver pronto, vai ligar a Rodovia dos Bandeirantes à Rodovia Presidente Dutra

COLUNISTAS

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

FOTOS

2ª Etapa do Circuito Mirim de Corrida foi realizada

3

Secretaria de Desenvolvimento Econômico homenageou mulheres

3

Polo Arujá da Universidade Anhembi Morumbi torna-se modelo

2

Guia de Anunciantes