Câmara de Arujá aprova projeto que garante atendimento prioritário a pessoas autistas

Com o objetivo de garantir o atendimento prioritário de pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA), a Câmara de Arujá aprovou em primeira discussão o projeto de lei nº 121/2018, que obriga estabelecimentos públicos e privados do município a incluírem o símbolo mundial da conscientização do autismo nas placas de atendimento preferencial.
A propositura é de autoria do vereador Sebastião Vieira de Lira (PSDC), o Paraíba Car, e foi aprovada por unanimidade pela Casa de Leis na Sessão da última quarta-feira (16). O projeto deve, agora, passar em segunda e definitiva discussão na Sessão da próxima quarta-feira (23). Se aprovado, será enviado à análise do Executivo. Para vigorar é necessário que o prefeito José Luiz Monteiro (MDB) sancione a Lei
Com a determinação, estabelecimentos como supermercados, bancos, restaurantes, farmácias e prédios públicos, entre outros, passarão a ser obrigados a sinalizar o atendimento preferencial de autistas com a inclusão, na placa de atendimento prioritário, da fita de quebra-cabeças colorida, que simboliza a complexidade e mistério do autismo.
O vereador Paraíba Car ressaltou que o autismo é um transtorno psiquiátrico com vários níveis, o que muitas vezes torna difícil a percepção do problema pela população. “A pessoa com autismo não deve esperar em uma fila, pois essa situação pode deixá-lo impaciente ou até agressivo devido à ansiedade. Nesse sentido, o símbolo irá ajudar esse público a ter o seu direito assegurado, além de conscientizar a população e torná-la mais inclusiva”, explica o parlamentar.
O Autismo é um Transtorno Global do Desenvolvimento caracterizado por alterações significativas na comunicação, na interação social e no comportamento. Frequentemente apresenta severos prejuízos aos seus indivíduos, representando um grande problema de saúde pública nacional. Estima-se que cerca de 2 milhões de pessoas tenham autismo no Brasil.

COLUNISTAS

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

FOTOS

Secretaria de Desenvolvimento Econômico homenageou mulheres

3

Polo Arujá da Universidade Anhembi Morumbi torna-se modelo

2

Igreja Adventista do Sétimo Dia de Arujá entrega templo

4

Guia de Anunciantes