Transformar Guararema em uma “smart city” é uma das metas do prefeito Zé Eroles

Apesar de nunca ter se candidato a nenhum cargo político, José Luiz Eroles Freire (PL), ou apenas Zé, como gosta de ser chamado por todos, tem na bagagem uma experiência de mais de 20 anos na vida pública. Ele foi secretário de Obras de Guararema de 1989 a 2008 e em 2018 foi secretário ajunto de Transportes e Logística do Estado de São Paulo, na gestão do governador Márcio França. E hoje, como prefeito de Guararema, ele tem a missão de zelar pelo bem-estar de mais de 30 mil pessoas, população estimada do município.
Em uma entrevista especial do Jornal da Cidade, Zé falou sobre seus primeiros 40 dias à frente da Prefeitura. Contou sobre os desafios em conter a pandemia do coronavírus, retomada do comércio e os projetos para a cidade. 
Aos 60 anos e ainda se recuperando da Covid-19, doença contraída no final do ano passado e que o deixou 10 dias em uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e dois na semi-intensiva, Zé não escondeu seu anseio em transformar Guararema em uma “smart city”, ou seja, uma cidade inteligente. Arquiteto Urbanista por formação, ele conta que a cidade já vem sendo bem administrada e que “chegou até o ponto que podia chegar”, mas daqui para frente precisa de pessoas com novas experiências e tecnologias.
“Muitas pessoas pensam que cidade inteligente é você colocar mais computador na mesa do funcionário, mas não é isso. É uma cidade que funcione, que as coisas fluam bem. Que use a tecnologia para o funcionamento do município, mas, tudo isso com um único objetivo: oferecer qualidade de vida ao morador de Guararema”, ressalta.

Covid-19
Zé conta que quando assumiu a Prefeitura já tinha ideia de que a pandemia por conta da Covid-19 seria uma das questões mais delicadas a ser enfrentada. “A pandemia tem um reflexo imediato na questão de saúde pública gravíssimo e um reflexo  secundário na questão da economia”, obsevou. 
Na questão da Covid-19, o prefeito contou que foi dada continuidade ao trabalho já deixado pelo ex-prefeito Adriano Leite, como ações de conscientização para não haver aglomeração, uso de máscara, álcool em gel, lavagem de mãos etc.
Quanto a vacinação, Zé conta que a administração anterior também já tinha deixado preparada a estrutura que foi finalizada por sua equipe. Guararema dispõe de um centro de vacinação da Covid, que está instalado na Escola Profissionalizante Prefeito Sebastião Alvino de Souza, no bairro Nogueira. “Lá chegam as pessoas que podem ir a pé ou com o carro, no sistema drive-thru, toma vacina, que é nominal e já vai on-line para o site do Governo do Estado. Nós seguimos o cronograma do Governo e todas as diretrizes do Plano São Paulo”, enfatizou o prefeito salientando que até quarta-feira, Guararema havia recebido 1200 doses da vacina e somada 52 óbitos por Covid-19.
Ainda sobre cuidados preventivos, Zé ressaltou os cuidados na fiscalização, principalmente no Carnaval, autuando bares, adegas e restaurantes. “A população tem obedecido sim, porém, comércios que não obedecem são notificados, multados e lacrados, se necessário. Hoje temos uma fiscalização muito rigorosa. A gente sente, é muito complicado a pessoa ficar com restaurante fechado, mas não tem jeito, a Saúde e primordial e seguimos rigorosamente os protocolos de saúde. Ajudamos flexibilizando o que pode, mas seguimos os protocolos”, enfatiza.

Volta às aulas
Um assunto muito debatido em várias cidades, a volta às aulas, Zé fala com tranquilidade sobre o processo no município. Sendo a primeira cidade no Alto Tietê a voltar com as aulas presenciais, Guararema tem em sua rede municipal cerca de 4 mil alunos.
“Voltamos com os protolocos, os pais foram consultados antes e não é obrigatório, mas opcional. Se tem algumas suspeita da doença o aluno imediatamente deixa de ir presencialmente e fica no período de quarentena”.

Retomada da economia
Zé conta que Guararema sempre teve um viés de turismo e essa característica não se perdeu com a pandemia.
“Tivemos nessa época de pandemia muitas pessoas que têm sua segunda casa casa aqui, se mudando pra cá, por exemplo, um condomínio que antes tinha cerca de 70 família morando foi para 140” .
E nesse sentido de retomada da economia e ofertar atrativos para o consumo no comércio, os estabelecimentos comerciais do calçadão de Guararema  poderão instalar mesas, cadeiras e ombrelones e terá sempre um artista local tocando músicas aos finais de semana. A proposta é promover um ambiente agradável no Boulevard Major Paula Lopes, com a revitalização do espaço, além de beneficiar os comércios de alimentação situados no local.
O projeto é pensando na segurança da população, disponibilizando um lugar aberto e arejado, seguindo os protocolos de contingência da Covid-19.
A valorização do produtor local também é outro ponto de retomada da economia. Zé conta que recentemente os produtores rurais de orgânicos ganharam espaço exclusivo no Mercadão Municipal e foi criado o “Selo de Produto Artesanal”.
“Isso vai dando uma valorização ao produto local, nos produtores rurais, que produzem verduras e legumes sem agrotóxico. Como o primeiro selo de produto artesanal que emitmos para uma produtora de geleias, com esse selo ela pode vender aqui e fora daqui também. São iniciativas como essa que estamos multiplicando”.

Emprego e renda
Cerca de 350 pessoas devem ser contratadas em uma “frente de trabalho” que a Prefeitura pretende criar. Elas irão trabalhar em alguns dias e se capacitar em outros.
“É uma forma dessas pessoa ter renda por um período e ainda ser capacitada”, enfatiza o prefeito.
A iniciativa da frente de trabalho, segundo o prefeito, visa atender a demanda por mão de obra qualificada no município, uma vez que, segundo ele, muitas indústrias estão se instalando em Guararema e outra estão ampliando suas instalações. “Isso vai gerar mais emprego e eu preciso ter uma mão de obra capacitada aqui. Se não tenho, essas empresas vão procurar essa mão de obra fora. Todas essas iniciativas somadas, trazem um esperança muito grande da retomada da economia”, ressalta Zé.

Reforma administrativa
Zé conta que cerca de R$ 3 milhões devem ser economizados este ano com uma reforma administrativa.
“Havia uma ação em que o Ministério Público havia pedido para reduzir os cargos comissionados. Ano passado foi feita uma lei que entrou em vigor agora dia 1º , então a gente reduziu salários e cargos. Com isso houve uma série de dispensas e redução dos salários dos servidores”.
Além disso, o prefeito ressaltou que vem tomando uma postura muito rígida em questão aos gastos. “Eu sou gestor, toda minha vida tive escritório de arquitetura. Minha família é toda de empresários então eu tenho uma visão tanto da gestão pública quando da gestão privada. Hoje em dia, nossa folha em dezembro, representava em torno de 25% do Orçamento, isso já é pouco. Mas queremos baixar mais.

Obras em andamento
Com escolas que já são modelo para região e a construção de uma creche em andamento, umas das principais obras de Guararema e muito aguardada é o hospital. Com previsão de já estar operando em 2022, o equipamento de saúde deverá contar com estrutura para 80 leitos, sendo que 10 serão de UTI, sendo 3 deles de UTI Neonatal. Vale destacar que a obra do hospital teve início no segundo semestre de 2019, e o equipamento disponibilizará diversos serviços para a população, entre eles: pronto atendimento, centro cirúrgico, salas de partos, tomografia, raio-x, ultrassom, laboratório de emergência, farmácia, serviço de nutrição, refeitório e área administrativa.
E nas ações a serem desenvolvidas pelo prefeito Zé, até para colocar em prática o conceito de smart city, implementação de ciclovias, trabalhar a questão da mobilidade urbana com carros e ônibus elétricos, patinetes elétricos para que possam ser alugados, bicicletas compartilhadas, colocar em todos os prédios públicos sistema de energia fotovoltaica e com isso economizar de 15 a 20% na conta de energia dentre outras ações.
“Tudo isso que queremos fazer só tem uma meta: qualidade de vida dos nosso moradores. Seja através de emprego, através da saúde, seja da segurança, da cidade inteligente ou da mobilidade urbana, o bem-estar do cidadão em primeiro lugar”, conclui Zé Eroles.

Por Ariane Barbosa

COLUNISTAS

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

FOTOS

Secretaria de Desenvolvimento Econômico homenageou mulheres

3

Polo Arujá da Universidade Anhembi Morumbi torna-se modelo

2

Igreja Adventista do Sétimo Dia de Arujá entrega templo

4

Guia de Anunciantes