04/10/2016

Mulheres voltam a ocupar cadeiras no Legislativo Arujaense

Arujá terá duas vereadoras em 2017; Ana Poli e professora Cris do Barreto foram eleitas domingo

Após oito anos sem eleger nenhuma mulher, em 2017 a Câmara de Arujá voltará a ter a figura feminina no Legislativo. Ana Poli e professora Cris do Barreto foram eleitas vereadoras no último domingo (2).
Com 757 votos, Ana Cristina Poli (PR) volta a ser vereadora após perder duas eleições seguidas. Mesmo sendo uma das mais votadas, em 2008, por 19 votos Poli não conseguiu ser reeleita. Ela já ocupou uma cadeira legislativa em quatro oportunidades consecutivas, exercendo mandatos nas gestões de 1992 a 2008.
“Estou bastante otimista com o trabalho a ser desenvolvido e feliz por voltar a representar as mulheres na Câmara. Vamos procurar realizar cada dia mais projetos para elevar cada dia mais a valorização da mulher”, disse Ana Poli ressaltando que Arujá já chegou ter cinco mulheres vereadoras sendo um dos legislativos com mais vereadoras no Estado.
Estreando como vereadora, com 710 fotos, a Cristiane Araujo Pedro (PSD), a professora Cris do Barreto será a segunda mulher que irá compor a próxima legislatura municipal.
Aos 36 anos, professora Cris é pedagoga e ministra aulas nas escolas públicas Eufly Gomes, no Parque Rodrigo Barreto e Geraldo Barbosa no Mirante. Essa foi a terceira eleição disputada pela peessedista.
“Estou muito honrada em poder representar as mulheres da nossa cidade, os educadores e os arujanese em geral que desejam uma renovação política e o bem de Arujá. Quero representá-los muito bem! A minha responsabilidade está voltada para o trabalho social, com as crianças, os adolescentes e idosos e pela educação em geral”, salientou.

 

Apenas 8 vereadores conseguiram se reeleger

Dos 15 vereadores de Arujá, apenas 8 conseguiram de reeleger e devem voltar em 2017. Rogério Gonçalves Pereira (PSD), o Rogério da Padaria (o vereador mais votado, com 1056 votos), Julio Taikan Yokoyama (PSDB) o Júlio do Kaikan, Abel Franco Larini (PR), o Abelzinho, Renato Bispo Caroba (PT), Edvaldo de Oliveira Paula (PSC), o Castelo Alemão, Reynaldo Gregório Junior (PTB), o Reynaldinho, Gabriel dos Santos (PSD) e Sebastião Vieira de Lira (PSDC), o Paraíba Car, voltam para a próxima legislatura.
Quatro vereadores que concorreram a reeleição não conseguiram votos suficientes para garantir a permanência na Casa de Leis. Com 659 votos, Valmir Moreira (PRB), o Valmir Pé no Chão, ficou de fora da próxima legislatura. Vale lembrar que o vereador foi eleito por quatro vezes consecutivas.
Também ficaram de fora Jussival Marques (PMDB), que obteve 443 votos; Odair Neris (PSB), o Manos, com 396 votos e Vicente Nasser do Prado (PR), o Souzão, que teve seus votos indeferidos pela Justiça (com recurso).
Vale lembrar que os vereadores Márcio Oliveira (PRB), Gilberto Daniel (DEM), o Gil do Gás e Wilson Ferreira (PSB) concorreram à Prefeitura de Arujá. Apenas o  Márcio Oliveira foi eleito vice-prefeito.

 

 

PSD terá maior bancada em 2017

Com três vereadores eleitos, o Partido Social Democrático (PSD) terá a maior bancada na Câmara de Arujá em 2017.  A coligação que tinha como candidato a prefeito o advogado Luís Camargo elegeu três parlamentares sendo reeleitos os vereadores, Rogério Gonçalves Pereira, o Rogério da Padaria e Gabriel do Santos, e a eleita pela primeira vez Cristiane de Araujo Pedro, a professora Cris do Barreto.
Com dois representantes cada estão os partidos: PSDB, PRB, PR e PSB. O PT, PSC, PTB e PSDC conseguiram apenas um vereador cada.
Se considerada a coligação majoritária, o prefeito eleito José Luiz Monteiro (PMDB) terá maioria na Casa. Os partidos que o apoiaram conquistaram nove das 15 cadeiras.

 

 

Renovação na Câmara 

À exceção de Ana Cristina Poli (PR) que ao obter 757 votos volta a ocupar uma cadeira na Câmara, outros seis eleitos nunca exerceram a vereança. São eles: Edval Barbosa Paz, o Professor Edval (PSDB), Marcelo José Oliveira (PRB), Edimar do Rosário (PRB), o Edimar de Jesus, Cristiane Araújo Pedro (PSD),a  Professora  Cris do Barreto, Paulo Henrique Maiolino (PSB), o Paulinho Maiolino, e Rafael Santos Laranjeira (PSB).

 

 

 

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.


FOTOS


Guia de Anunciantes