Arujá não atinge meta do Ideb; em nota individual, Recanto Primavera é destaque positivo

Apesar dos bons resultados apresentados em oito escolas, Arujá não conseguiu atingiu as metas do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) em 2015.
Com meta estipulada para o município no ano de 2015 – 6,1 e 5,4, o Ideb de Arujá foi de 6,0 nos ciclos iniciais do Ensino Fundamental (4º e 5º ano) e 4,8 para os ciclos finais do Ensino Fundamental (8º e 9º ano).
O índice foi divulgado no início de setembro pelo Ministério da Educação e, mostra que esta é a terceira vez Arujá não atinge as metas estabelecidas pelo Ideb.
O Ideb é um indicador geral da educação nas redes privada e pública, uma espécie de nota. Para chegar ao índice, o MEC calcula a relação entre rendimento escolar (taxas de aprovação, reprovação e abandono) e desempenho em português e matemática na Prova Brasil, aplicada para crianças do 5º e 9º ano do Fundamental e do 3º ano do Ensino Médio.
O índice é divulgado a cada dois anos e tem metas projetadas até 2021, quando a expectativa para os anos iniciais da rede estadual é de uma nota 6,0. Assim, para que o Ideb de uma escola ou rede cresça é preciso que o aluno aprenda, não repita o ano e frequente as aulas.
Questionada sobre indicador do Ideb, a Secretaria Municipal de Educação informou por meio da Assessoria Comunicação que, “apesar de não alcançar a meta da média geral, o município tem avançado gradualmente no Ideb, obtendo índices de 5.7, quando a meta era de 5.8 (2013), e 6.0 diante de uma meta de 6.1 (2015)”.
Ainda de acordo com a Prefeitura, “a escola Sidônia Nasser do Prado não chegou a aplicar a prova em razão de um fator interno e outras duas unidades municipais não tiveram o número mínimo de alunos para que suas médias somassem à média geral do município, o que influenciou nos números finais”. A Secretaria destacou ainda que  as unidades de ensino municipais recebem atenção especial da administração e têm diretores, coordenadores e educadores amplamente empenhados em ajudar os alunos a terem um bom desempenho, motivo pelo qual a Educação parabeniza as equipes escolares.

Recanto Primavera 
Embora no conjunto Arujá não tenha conseguido atingir a média do Ideb, a Escola Municipal do Recanto Primavera conseguiu o melhor índice da região, 7,8. A unidade, que se enquadra nos ciclos iniciais do Ensino Fundamental (4º e 5º ano) tinha meta de 6,2. Vale resaltar que o índice atual supera a meta estipulada da escola para 2021, que é de 6.9.
De acordo com o diretor da unidade, Eduardo Oliveira Carvalho, a nota foi surpreendente. “Tínhamos a responsabilidade de manter o Ideb anterior, o segundo do Alto Tietê, mas não imaginávamos um salto tão grande”, afirma.
Segundo ele, o índice representa um retorno do bom trabalho desenvolvido por todo o grupo escolar. “Não faço nada sozinho. A nota passa pela merendeira que faz a comida para as crianças se alimentarem bem, pela servente, que mantém a escola limpa para todos, pelos professores na sala de aula, pelos alunos, enfim, por todos que estão aqui no dia a dia”, diz.
Para a secretária municipal de Educação, Maria Goretti Aguiar Alencar, os resultados da escola devem ser vistos como um norte. “Isso se torna uma referência para a rede, onde a busca por evolução é constante. Eles estão de parabéns”, diz.
Confira o ranking do Ideb nas escolas públicas a do Alto Tietê

COLUNISTAS

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

FOTOS

Arujá Melhor: coligação do PSD já conta com apoio

1

Acusado de chefiar quadrilha mantinha mini fazenda

7

Dia do padroeiro Bom Jesus é celebrado com missas

3

Guia de Anunciantes