13/09/2016

Mobilidade urbana: candidatos apresentam propostas para área

Temática que é motivo de muitas críticas e discussões não só em Arujá como em várias cidades do Alto Tietê, ‘mobilidade urbana’ é o terceiro assunto abordado com os candidatos a prefeito, Genésio Severino da Silva (SD), Gilberto Daniel (DEM), o Gil do Gás, José Luis Monteiro (PMDB), o Zé Luiz, Luis Camargo (PSD), Wilson Ferreira (PSB), o doutor Wilson.

O termo, geralmente empregado para referir-se ao trânsito de veículos e circulação de pedestres, vai além dessa compreensão e passa, pela questão ambiental, pois o excesso de veículos nas ruas gera mais poluição. Conheça as ações e propostas que os candidatos pretendem implementar para garantir mobilidade urbana na reportagem especial do Jornal da Cidade.
 

 

 



Genésio Severino 
Um dos principais itens do programa de governo do candidato Genésio Severino da Silva (SD) é a implantação do Plano Municipal de Acessibilidade, que será elaborado com a participação dos cidadãos, principalmente daqueles que enfrentam os problemas de locomoção, com objetivo de atender aos Direitos da Pessoa com Necessidades Especiais e do Idoso. Trata-se de um plano que instituirá, no município de Arujá, os direitos à acessibilidade com o intuito de garantir e efetivar o exercício pleno e equitativo de todos os direitos humanos e liberdades fundamentais para todas as pessoas, destacando os idosos e as pessoas com necessidades especiais, inclusive, locomoção. Entre as medidas a serem tomadas está a adaptação de calçadas e acessos a prédios públicos, garantindo assim o cumprimento da legislação voltada ao segmento das pessoas com necessidades especiais pelo Poder Público e pela iniciativa privada. 
Outro compromisso de Genésio com o povo será a pavimentação de ruas e urbanização das praças e espaços públicos nos bairros e centro, além de realizar estudos de reformulação do plano diretor visando o crescimento planejado, e ao mesmo tempo preservar o meio ambiente.

 

 

 




Gilberto Daniel
O Plano de Mobilidade Urbana é bem mais do que os seus produtos: trata-se de um processo de mobilização e de envolvimento de toda a sociedade na formulação de políticas que visam propiciar melhor qualidade de vida, melhores condições para um desenvolvimento econômico e urbano sustentável.
No meu mandato irei criar ações para a melhoria da infraestrutura do transporte público coletivo, por meio da requalificação e implantação de sistemas estruturantes de transporte público coletivo, terminais de integração e equipamentos que visam à integração, controle e modernização dos sistemas, engloba ações para a elaboração e a implantação de sistemas de transporte não motorizados, como passeios com acessibilidade e ciclovias. Pavimentação e qualificação de vias urbanas: realizar intervenções de pavimentação e qualificação de vias, que contemplem preferencialmente o transporte público urbano, por meio da implantação de pavimentação nova em vias existentes, incluindo a infraestrutura necessária para sua plena funcionalidade; política tarifária e redução do custo do transporte coletivo.
 

 

 



José Luiz Monteiro
A mobilidade urbana de Arujá precisa de atenção constante, pois o tráfego local é intenso, em especial no Centro. No meu governo, pretendo desenvolver algumas ações com foco em melhorias neste setor: Efetuar manutenção e conservação das vias dos corredores de ônibus do município; Desenvolver uma dinâmica de vida na cidade que impacte diretamente na diminuição dos deslocamentos urbanos: trabalhar, habitar, recrear e circular; Monitorar o desenvolvimento da cidade e gerir o planejamento urbano de forma descentralizada e participativa por meio de diálogo com a população; Readequar locais de paradas de ônibus e pontos estratégicos de transporte público; Melhorar o tráfego local, gerando melhor qualidade no escoamento viário, não só na região central, como também em outros pontos dos loteamentos; Implantar Bolsão de Estacionamento; Disponibilizar espaço de estacionamento aos munícipes de forma que dê escoamento e circulação ao Centro e disponibilize locais gratuitos nas regiões mais afastadas; Calçamento e acessibilidade; Efetivar a execução de calçadas, rampas e travessias de pedestres em áreas públicas; Construção de uma nova rodoviária em Arujá; Revisão e extensão das linhas de ônibus nos bairros.
 

 

 



Luis Camargo
É um teste de paciência o trânsito de veículos em Arujá nos horários de pico. A cidade, pela sua estratégica localização, é atrativa para empresas, todavia, nas últimas décadas não foi dada a devida atenção ao planejamento da mobilidade urbana e escoamento da produção.
Hoje destravar alguns gargalos no fluxo de tráfego é um desafio enorme, mas não impossível. A cidade deveria ter uma alça perimetral no entorno da área central - ideia que nunca se ouviu falar.
Precisamos de soluções para a rotatória próxima à rodoviária, onde confluem as avenidas dos Expedicionários, João Manoel e  Antonio Afonso de Lima, e o trânsito literalmente para nos horários de pico.
E não é só isso, vejamos o absurdo da estreita via embaixo do pontilhão sobre a Dutra, que não dá conta do tráfego intenso pela manhã e no fim da tarde.
 Arujá precisa repensar sua mobilidade urbana, debruçar-se em um projeto que atenda as demandas de hoje e do futuro.
Não se pode mais conviver sem uma adequada Engenharia de Trânsito! O fluxo de veículos só tende a aumentar e fica a pergunta: como vai ficar o trânsito na cidade?
Investir em mobilidade urbana é um item de suma importância para o desenvolvimento da cidade.

 

 

 



Wilson Ferreira 
Antes de tudo, precisamos pensar em mobilidade urbana de forma ampla. Vale lembrar que a cidade de Arujá embora seja de médio porte, concentra nos horários de pico, grande volume de carros e automóveis em geral, principalmente no centro. Mesmo assim, Arujá é um município com características de “cidade grande”, ou seja, temos potencial suficiente para promovermos uma mobilidade altamente positiva para nossa realidade a curto e a longo prazo.
Vamos começar pelo sistema de trânsito que é a orientação dos nossos motoristas que sofrem com a defasada sinalização terrestre (placas [...]). Com esse preceito, iniciamos um projeto de mais fluidez no trânsito. Acima disso, vamos pensar nos pedestres e nas faixas para travessia, que precisam ser melhor elaboradas e executadas no centro e nos bairros da cidade.
Contudo, vamos executar no centro e nos bairros da cidade, calçadas com espaço e rampas para os cadeirantes subirem e descerem sem dificuldades. Semáforos em pontos cruciais de Arujá, e evitar a todo custo, com que o passeio público seja prejudicado por mal execução dos trabalhos manuais de infraestrutura na cidade de Arujá.

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.


FOTOS


Guia de Anunciantes