02/08/2016

Voto não tem preço... Não é moeda de troca

Com a realização das Convenções Partidárias, entramos no período em que devemos observar com muita atenção os candidatos, conhecer suas trajetórias de vida e distinguir qual deles merece o nosso voto.
Importante saber que o voto é importantíssimo. Tão importante que não tem preço, portanto  não pode ser vendido ou trocado por absolutamente nada, muito menos por promessas que não podem ser cumpridas, ou que, nem se pretenda cumprir. 
Também é importante ter em mente que somente você saberá o que vai digitar na urna eletrônica... Não é preciso ser indelicado com ninguém, muito menos aceitar propostas inviáveis ou falsas promessas.
Outra coisa muito importante que devemos saber é que, se queremos mudanças na política, elas devem partir de nós mesmos. Somos nós, os eleitores, que damos o direito ao político de estar em um assento no Poder Legislativo (Câmara Municipal, Assembleia Legislativa, Câmara e  Senado Federal), assim como somos nós que elegemos os homens e mulheres que dirigem o Governo Municipal, Estadual ou o Governo Federal. Portanto, temos o dever moral de escolher com ética para que possamos, depois de eleitos e empossados, cobrar dos vencedores o cumprimento de suas funções dentro do que se espera dos reais representantes da população. 
De nada adianta passar horas, dias, meses e até anos brigando nas redes sociais, discutindo com os amigos as mazelas da política, se votamos em pessoas despreparadas para os cargos em disputa. De nada adianta falar em mudanças e eleger quem não tem capacidade para o cargo e até mesmo um passado limpo e ações dentro das leis e da dignidade.
É preciso também orientar nossos amigos e familiares que ainda não acordaram para a forma errada de se fazer política em nosso País. Alertá-los para votar somente nos que buscam priorizar os interesses da coletividade, dando um basta aos políticos que apenas utilizam do bem público em benefício próprio. Para fazer mudanças é preciso dedicação e tenacidade. É preciso que orientemos nossos amigos e familiares para que não entreguem o voto sem antes analisar profundamente quem o pretende obtê-lo. 
 Lembre-se que é você quem decide os destinos da sua cidade. Ela está em suas mãos. Depois não se arrependa, pois com o voto errado a cidade e toda população é punida por, pelo menos, mais quatro anos.

 

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.


FOTOS


Guia de Anunciantes