25/07/2016

Em reunião com prefeitos do Alto Tietê, Geraldo Alckmin anuncia investimentos para a região

No encontro, governador divulga prazos para inícios das obras de duplicação da Rodovia Mogi-Dutra, alça de acesso do Rodoanel, desassoreamento do Rio Tietê e reforma de esta

O Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), com a participação dos prefeitos do Alto Tietê, esteve reunido com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) na noite da última quarta-feira (20), no Palácio dos Bandeirantes. O encontro rendeu resultados positivos, com o atendimento e anúncio de investimentos para as principais demandas apresentadas pela Região: duplicação da Rodovia Mogi-Dutra (SP-88), no trecho entre a Rodovia Ayrton Senna e a cidade de Arujá; construção da alça de acesso do Rodoanel no município de Suzano, com a duplicação da Estrada dos Fernandes; desassoreamento do Rio Tietê entre a divisa de São Paulo com Guarulhos até Mogi das Cruzes; e melhorias no transporte ferroviário.
A reunião com o governador se estendeu por mais de duas horas e, além das demandas de caráter regional, Alckmin também fez tratativas para o atendimento de questões pontuais de cada cidade, apresentadas por seus prefeitos. O encontro teve a participação, ainda, do secretário de Estado da Casa Civil, Samuel Moreira.
“Foi uma reunião muito positiva, onde os prefeitos participaram e tivemos a oportunidade de detalhar assuntos muito importantes para a Região. Os quatro grandes temas que o Condemat trouxe foram atendidos. O governador explicitou cada um deles com detalhamento e determinou que as obras tenham início. Além disso, cada prefeito tratou de problemas pontuais do seu município e todos saíram bastante satisfeitos”, ressaltou o presidente do Condemat, prefeito Marco Bertaiolli (PSD), de Mogi das Cruzes.
O governador confirmou para o Condemat o início das obras de duplicação na Rodovia Mogi-Dutra, no trecho entre a Rodovia Ayrton Senna, em Mogi das Cruzes, e a cidade de Arujá. O cronograma apresentado por Alckmin prevê a publicação do edital de licitação em agosto, a abertura dos envelopes em outubro e a assinatura do contrato e execução em dezembro. “É uma grande obra metropolitana, de R$ 170 milhões, que será executada em 24 meses”, disse o governador.
O início do desassoreamento do Rio Tietê está previsto para dentro de 30 dias, começando pelo trecho de Mogi das Cruzes. Serão 44 quilômetros de extensão, com previsão de retirada de 345 mil metros cúbicos de material assoreado, investimento de 37 milhões e 18 meses até a conclusão. “O início por Mogi dá tranquilidade para o escoamento das águas no período de chuva”, afirmou o presidente do Condemat.
O governador também informou aos prefeitos que, em 90 dias, terá início pela concessionária SPMar, a construção da alça de acesso do Rodoanel em Suzano, num investimento de R$ 160 milhões. Além disso, ele anunciou um convênio entre o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e a Prefeitura de Suzano para a duplicação da Estrada dos Fernandes, onde será o acesso do Rodoanel. “Essa obra vai impulsionar o desenvolvimento da Região, com novas empresas e empregos”, declarou o governador.
Por fim, Alckmin divulgou investimentos no transporte ferroviário, começando pela entrada em circulação de 12 novos trens na linha Guaianazes-Mogi, sendo 10 para substituição de composições em circulação e mais dois para somar à frota. O governador disse que esses novos trens são dotados de maior conforto e segurança, sendo importantes para a melhoria do transporte na Região.
Sobre as reformas e modernizações das estações, foi anunciada para agosto a entrega das obras em Poá e, ainda para este ano, do bicicletário e da passarela em Suzano, com a licitação também para a segunda nova fase da estação e o projeto de acessibilidade para a estação Jundiapeba. Alckmin informou, ainda, que o Governo do Estado vai buscar recursos para as obras de modernização nos terminais de Mogi.
“Uma pauta bastante ampla e uma reunião muito proveitosa com os prefeitos do Condemat, presidido pelo prefeito Bertaiolli”, afirmou o governador Alckmin. 

 

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.


FOTOS


Guia de Anunciantes