22/06/2016

De técnico novo, Atlético Arujaense soma seu primeiro ponto na Taça Paulista de Futebol

Depois de sofrer duas derrotas consecutivas em partidas válidas pela Taça Paulista da Liga Paulista de Futebol a categoria principal do Atlético Arujaense desceu a serra no último sábado, 18, e retornou pra casa com seu primeiro ponto na competição após empatar contra a agremiação do Peruíbe. Contratado para comandar o time desde a semana passada Luciano Gomes Martins terá mais um grande desafio na sua precoce, mas vitoriosa carreira: colocar a equipe arujaense numa posição de destaque.
Anteriormente as derrotas foram sofridas para o American (4x1) em São Bernardo do Campo e Concórdia de Poá (3x1). No próximo sábado, 25, o Atlético Arujaense jogará em casa (Estádio Municipal Armando Maioliono) a partir das 11h00 diante do Andreense. É imprescindível o comparecimento e apoio da torcida para que os arujaenses consigam a primeira vitória na competição. Na oportunidade o custo do ingresso será de R$ 10,00 (valor simbólico) para ajudar o Atlético Arujaense a ser mais forte.
Toda a renda obtida será utilizada para custeio de despesas com viagens, alimentação, arbitragem etc.. A equipe carece de patrocínio e neste momento tem apenas o apoio da Gibaesportes que cedeu os uniformes. Você empresário pode ajudar o time, basta entrar em contato através do telefone (11) 97183-1667. Além do time principal, o clube ainda tem a categoria Sub-18 em ação.

Arujaense que joga na Turquia faz visita ao elenco do Atlético
Wellington Silva Brito, o “Tom”, jogador arujaense que já atuou no futebol profissional da Bulgária e atualmente joga na Turquia esteve no Centro de Treinamento do Atlético Arujaense (Tower Automotive) no último sábado, 18, para contar um pouco da sua história ao elenco arujaense e passar palavras de incentivo aos garotos.
Tom foi revelado em Arujá atuando em equipes tais como AD Arujaense do então técnico Donizete. Outras pessoas também o ajudaram a se destacar como por exemplo o professor Eurico e Ronaldo (da Minas Zinco). Emocionado, Tom lembrou que enfrentou muitas dificuldades financeiras para atingir o seu objetivo. “Não tinha dinheiro para pagar passagem para ir treinar e na maioria das vezes passava por debaixo da catraca”, contou. “Comi muito pão com mortadela, não tinha uma alimentação adequada para um atleta, mas consegui vencer. Quero aproveitar essa ocasião para fazer um agradecimento todo especial ao Giba e a outras pessoas que me ajudaram no início de carreira. Nunca desistam dos seus sonhos, lutem e acreditem. Assim como eu venci vocês também poderão vencer”, concluiu.

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.


FOTOS


Guia de Anunciantes