Pesquisa aponta que número de reclamações aumentou contra operadoras em Arujá durante pandemia

Durante a pandemia, a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) continuou medindo as reclamações contra operadoras de telefonia móvel e internet banda larga, principais serviços de telecomunicações. A Selectra, plataforma especialista na comparação e análise do setor telecom no País, coletou os resultados para Arujá. Nesse sentido, na pesquisa foi visto que ainda em março deste ano o número de queixas no Estado era de 117, contemplando internet, telefonia móvel (pós e pré-paga) telefonia fixa e TV por assinatura. Já em maio, esse número subiu para 142 e em abril, o número de reclamações chegou até 163. No último mês analisado, junho, o número de queixas se estabilizou e desceu para 114.

Ranking das operadoras com mais queixas
Em Arujá, a Claro foi a operadora que mais deteve reclamações dos usuários, chegando a acumular 263 registros. Em segundo lugar, a Vivo obteve 50 registros menos, somando, no total, 213 queixas. Em terceiro lugar, a TIM alcançou o valor de 103 reclamações. Foi destaque também que outras operadoras, de menor porte, acumularam entre todas 139 queixas.
Em Arujá, o serviço com a maior taxa de queixas foi a telefonia pós-paga, acumulando no total dos seis meses 204 queixas registradas. Em segundo lugar, a internet fixa banda larga deteve 134 das queixas, 86 delas foram para a operadora Claro e 46 para a Vivo. Nesse quesito, a TIM Live Ultrafibra obteve o melhor resultado em Arujá, com apenas 2 reclamações ao longo da pandemia. Já em terceiro lugar, a telefonia fixa conseguiu acumular 130 queixas no período analisado e, por último, os serviços de TV por assinatura (SeAC) obteve apenas 38 registros. Grande culpa deste resultado para os usuários de TV é que também foi reduzido o número de clientes que contratam planos de TV, a favor dos serviços de streaming, como o Fox Play, com o qual a Claro obteve certas disputas, embora finalmente a Anatel concluísse que não pode impedir a Fox de comercializar seus canais de internet.
O cenário do novo coronavírus, junto aos novos hábitos dos consumidores estão alterando o comportamento do mercado de telecomunicações, do qual se espera uma melhora na satisfação dos clientes após a crise da Covid-19.

COLUNISTAS

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

FOTOS

Arujá ganha pontos de entrega voluntária para coleta

1

PM descobre estufa de maconha com mais de 20m²

3

Ana Poli é a candidata à prefeita pela coligação Somos Todos

5

Guia de Anunciantes