Covid-19: com sintomas da doença, população peregrina por atendimento na rede pública

Febre, tosse, fortes dores de cabeça e pelo corpo, assim como dor de garganta. Foi com estes sintomas e suspeitando que pudesse estar infectada com o novo coronavírus, que a auxiliar administrativa de 47 anos, ao lado de sua filha, de 19 anos, procurou a Unidade Básica de Saúde (UBS) do Jardim Real, em Arujá, no último dia 27 de julho. Lá elas foram orientadas a procurar a unidade da Vila Pilar. No local, a moradora relatou que logo na recepção as atendentes não deixaram ela explicar o que estava acontecendo e já foram informando que não havia médico. Sendo que após muita insistência, a moradora e a filha foram atendidas por uma enfermeira, a qual disse que era para procurar a unidade no dia seguinte.
Somente no dia 28/07 foi que a auxiliar a administrativa conseguiu atendimento com o médico, o qual solicitou exames para verificação se estava infectada ou não, encaminhado a moradora para o Pronto Atendimento (PS) Central para realização de exames. 
Outra filha da auxiliar administrativa, uma jovem de 21 anos, testou positivo para a Covid-19, porém ela já recebeu o diagnóstico, pois possui convênio médico. A auxiliar foi orientada a fazer o isolamento e segue com diagnóstico de suspeita, uma vez que ainda não recebeu o resultado do exame. 

Atendimento 2
Apresentando também sintomas suspeitos para estar infectada pelo coronavírus, uma jovem de 18 anos procurou atendimento médico no Pronto-Socorro Central no último dia 28 de julho. Segundo a paciente, a médica que a atendeu disse que não era Covid-19, passando apenas medicamentos para dor e febre, e um afastamento de 7 dias. 
Ontem (03/08), a jovem procurou novamente o PS Central onde realizou um teste rápido, o qual deu negativo. Porém, de acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o teste rápido não detecta especificamente o novo coronavírus, mas sim os anticorpos produzidos pelo organismo depois de a infecção ter ocorrido, sendo que, como a produção de anticorpos aumenta a cada dia a partir do início da infecção pelo vírus, é preciso que haja uma quantidade mínima de anticorpos que o teste consiga detectar. Este período entre o início dos sintomas e a detecção dos anticorpos em exames é chamado de janela imunológica. Sendo assim, a imunocromatografia para anticorpos é indicada para exames a partir de pelo menos oito dias após o início dos sintomas.
Informação essa que, segundo a jovem, foi passada pela enfermeira que realizou seu teste rápido. “A médica não estava, daí a enfermeira informou que esse teste dá negativo ou positivo para quem já teve há algum tempo, mas se eu tiver agora, não mostra”, relatou a paciente dizendo ainda que o exame que ela teria que fazer é por meio de swab (cotonete), (PCR), sendo que este não tem mais em Arujá, orientando a jovem a procurar novamente o PS  nesta terça-feira (04/08) para que a médica a oriente sobre o que fazer.

Prefeitura
Questionada sobre os fatos ocorridos, a Prefeitura informou por meio da Assessoria de Imprensa que, segundo a Secretaria Municipal de Saúde às segundas-feiras, em razão dos afastamentos decorrentes da pandemia, a unidade da Vila Pilar não conta com médico clínico geral, situação que deve ser normalizada a partir do próximo dia 11.
“Contudo, de acordo com a Pasta, independentemente da presença do médico, a equipe de enfermagem é capacitada e habilitada a fazer testes rápidos e coleta de swab, se for necessário e se houver indicação clínica. A orientação geral é que os pacientes sintomáticos procurem, sim, os serviços de saúde o mais precocemente possível para avaliação e conduta necessária. Segundo a Secretaria de Saúde, quando o paciente precisa de consulta médica, as equipes verificam na rede qual unidade conta com profissional disponível para o devido encaminhamento”, disse em nota a Prefeitura.
Ainda de acordo com a Prefeitura, ontem (3) uma enfermeira, sem saber da reclamação, teria entrado em contato com a paciente para fazer o teste rápido, porém a mesma não teria ido até a unidade.
Sobre a segunda reclamação, até o fechamento da edição a reportagem não tinha recebido retorno da Prefeitura. 

COLUNISTAS

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

FOTOS

Deputados prestigiam inauguração do comitê político

1

Arujá ganha pontos de entrega voluntária para coleta

1

PM descobre estufa de maconha com mais de 20m²

3

Guia de Anunciantes