Câmara apresenta plano estratégico de retomada das atividades econômicas e do comércio de Arujá

Contrariando em diversos pontos o Plano São Paulo de retomada econômica do Governo do Estado, a Câmara de Arujá aprovou em primeira discussão e votação na última quinta-feira (25), um projeto de Lei Legislativo que traça um plano municipal de retomada das atividades na cidade.
O projeto de número 292/2020, de autoria do vereador Abel Franco Larini (PL), o Abelzinho, além de permitir e padronizar a abertura de comércios já permitidos, ainda regulamenta a abertura de bares, restaurantes, cabeleireiros, barbearias, manicures e estabelecimentos afins, academias, centros de ginásticas e clubes esportivos durante a pandemia do coronavírus.
“Nossa cidade tem mais de 7 mil empresas inscritas no cadastro municipal, infelizmente muitas não conseguirão voltar após a pandemia. Nossa ideia nesse projeto é estabelecer algumas normas na padronização da retoma em nossa cidade, porque se seguirmos aquilo que o Governo do Estado faz e está divulgando, determinados segmentos não irão funcionar nunca mais”, disse o autor da Propositura.
Vale ressaltar que setores como academias, salões de beleza, no plano do Governo do Estado, só estão previstos para voltar ao funcionamento somente na fase verde. O projeto legislativo deverá passar por segunda discussão e votação na próxima segunda-feira (29). Após esse trâmite, o documento deverá seguir para o prefeito José Luiz Monteiro (MDB) decidir de sanciona ou não.

 

COLUNISTAS

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

FOTOS

Sanitização de ambientes, uma arma contra o coronavírus

2

Túnel de desinfecção produzido em Arujá recebe laudo

1

Lions Clube doa 3 mil máscaras para população arujaense

1

Guia de Anunciantes