Com verbas impositivas, Legislativo garante 37 novos instrumentos musicais à Banda Municipal

O clima era de festa no Salão Nobre da Câmara durante a entrega à Banda Municipal de Arujá de 37 novos instrumentos como trompas, clarinetes e saxofones. O evento ocorreu na manhã da última quarta-feira (11) com a presença de vereadores, autoridades municipais, membros da banda e seus familiares.
A compra dos novos instrumentos contou com recursos oriundos de emendas impositivas, instrumento orçamentário que garante a execução das ações propostas pelos vereadores no Orçamento Municipal. As verbas direcionadas à Banda Municipal pelos parlamentares no Orçamento de 2019 da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo somaram R$ 76.960,00.
Atualmente, o Programa Música nas Escolas atende 450 crianças e adolescentes, dos quais cerca de 100 fazem parte da Banda Municipal. A expectativa é ampliar as atividades da Banda e a quantidade de alunos.
Para 2020, a Banda Municipal contará com um incremento ainda maior de recursos provenientes de emendas impositivas. Foram mais de  R$ 120 mil propostos pelos vereadores Abel Franco Larini (PL), o Abelzinho, Gabriel dos Santos (PSD), Reynaldo Gregório Junior (PTB), o Reynaldinho e Sebastião Vieira de Lira (DC), o Paraíba Car.

Concurso de Fanfarras
Na presença do diretor geral da Prefeitura, Joncy Silva, que responde pela Secretaria Municipal de Cultura e do prefeito José Luiz Monteiro (MDB), o presidente do Legislativo Gabriel dos Santos fez um apelo pela restauração do Concurso de Bandas e Fanfarras em Arujá. “Precisamos valorizar ainda mais o esforço desses jovens talentos arujaenses”, disse. A proposta do vereador foi elogiada pelo prefeito, que destacou já ter iniciado uma conversa com o diretor de Cultura neste sentido.
Os vereadores Abelzinho e Reynaldinho discursaram sobre a importância das emendas impositivas como uma ferramenta de auxílio da Câmara ao Executivo. “A emenda impositiva veio para somar com o Executivo na construção de políticas públicas”, disse Abelzinho. Reynaldinho também destacou a importância do Orçamento Impositivo: “é uma forma verdadeiramente democrática de debater as prioridades da cidade”, avaliou.

COLUNISTAS

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

FOTOS

Ana Poli é a candidata à prefeita pela coligação Somos Todos

5

Republicanos confirma doutora Branca candidata a prefeita

2

PROS oficializa a candidatura de Júlio do Kaikan

1

Guia de Anunciantes