10/05/2016

Agora se pode ir de bike dentro do ônibus

Existem pessoas que querem, de toda forma, passar para a história. Algumas querem fazer isso promovendo boas ações, algumas até por cometer  crimes bárbaros, outras por ações polêmicas. Neste último quesito o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, dá show.
No último final de semana, mais exatamente no sábado, 07, ele fez publicar no Diário Oficial do Município, que as pessoas podem entrar no ônibus municipais com suas bicicletas. Observou que isso pode ocorrer fora dos horários de pico, tanto nos dias de semana, como nos finais de semana, ou seja: de segunda a sexta, a regra vai valer em dois horários distintos: das 10h01 às 15h59 e das 19h01 às 5h59. Aos sábados, o transporte das bikes está liberado a partir das 14h e, nos domingos e feriados, é livre.
Como a maioria das pessoas conhece os estreitos corredores de ônibus, sabem perfeitamente que isso vai gerar muitos problemas dentro dos coletivos, tendo em vista que eles mal conseguem comportar uma pessoa de pé e outra tentando passar por ela para se deslocar dentro do coletivo, com uma bike neste local, a coisa visa piorar drasticamente. Podemos imaginar uma pessoa obesa, um idoso com dificuldade de locomoção, ou, uma mãe com crianças enroscadas na bicicleta.
Por outro lado, perguntamos: Quem possui uma bike não tem por objetivo ir e vir dos locais escolhidos, pedalando? Se é para ir de transporte coletivo, o ideal não é deixar a bike em casa?
Mas, o prefeito, que já tem os mais baixos índices de popularidade, não quer passar para a história apenas como o chefe do Executivo paulista que fez ciclovias em ruas a avenidas por onde passam duas ou três bicicletas por dia, ou, pelo prefeito que acabou com os poucos locais em que os veículos poderiam para ou estacionar em bairros do centro expandido, ele quer, na realidade, colecionar medidas que irritam os paulistanos e que certamente farão com que milhares de outros cidadãos se arrependam amargamente de ter votado nele. 
Segundo o secretário Gilberto Tatto, a medida tem por objetivo incentivar o uso de bicicletas como meio de transporte para as atividades do cotidiano, “contribuindo para o desenvolvimento da mobilidade sustentável”, e também integrar o uso da bicicleta ao sistema público de transporte. Certamente uma ideia de gente que não anda de transporte coletivo, só de carrão blindado.

 

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.


FOTOS


Guia de Anunciantes