08/02/2020

Prefeito pede alça, via marginal e solução para enchentes na Dutra em Audiência da ANTT

Construção de acesso direto à Via Dutra, sentido São Paulo, para quem vem da Mogi-Dutra; solução do problema de enchentes na região do bairro Vicente Matheus, na altura do km 200 da rodovia federal e uma pista marginal com transposição para a Avenida Behr do Brasil, beneficiando o acesso de motoristas a Santa Isabel e o tráfego local. Estas foram as principais solicitações que o prefeito de Arujá, José Luiz Monteiro, apresentou na Audiência Pública promovida pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), sobre a nova concessão da BR-116, em Guarulhos. 
“Foi apresentada uma previsão de investimento de 1 bilhão e 100 milhões de reais para a região Arujá/Guarulhos. As intervenções que pedimos são fundamentais para o futuro da cidade e queremos que sejam incluídas no contrato que vai ser assinado com a nova concessionária”, disse o prefeito.
Na Audiência, Monteiro explicou que a alça para a Mogi-Dutra acabaria com a necessidade de quem trafega pela rodovia estadual ter de acessar a Avenida dos Expedicionários e a Rua Duque Caxias para seguir pela Dutra na direção da Capital paulista, o que prejudica consideravelmente a mobilidade urbana local e danifica a malha viária do município. Já a pista marginal e a transposição para a Avenida Behr, no sentido Rio de Janeiro da Dutra, é fundamental para tirar do trânsito local o fluxo que vem de Itaquaquecetuba e Mogi das Cruzes e vai para Santa Isabel.
Já o investimento para resolver a questão das enchentes deve-se ao fato de que milhares de famílias arujaenses residentes às margens da BR-116 sofrem prejuízos dos mais diversos nas épocas de chuva. “Esta semana muitas pessoas ficaram horas paradas na Dutra, porque a pista ficou alagada. É um transtorno que precisa acabar e sobre o qual, infelizmente, a Prefeitura não tem nenhuma autonomia (devido à faixa de domínio da rodovia, que é federal)”, argumentou.

Arujá
O evento ocorreu na última quinta (06), na sede do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) guarulhense. Nele, foram apresentadas previsões de investimentos e melhorias nos 598,5 quilômetros da Dutra, ao longo dos próximos 30 anos, o que afeta diretamente 33 municípios de São Paulo e Rio de Janeiro.
A extensão da Dutra em Arujá é de 10,5 quilômetros. Segundo a apresentação feita na Audiência, para este trecho o contrato já prevê seis novas passarelas de pedestres, 21 quilômetros de faixas adicionais, 700 metros de vias marginais e uma ampliação de praça de pedágio a ser construída em uma pista ‘super expressa’. No total, as cifras da nova concessão ultrapassam os R$ 32 bilhões, dos quais R$ 17 bilhões seriam em investimento, enquanto os outros R$ 15 bilhões seriam aplicados em custos operacionais.  As informações completas dessa proposta de nova concessão podem ser acessadas no link https://biturl.top/neANJv.

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.


FOTOS


Guia de Anunciantes