Criança Feliz: Arujá recebe representante do BID

Conhecer como funciona o programa Criança Feliz, do governo federal, e checar o impacto o dele na primeira infância (0 a 3 anos). Este foi um dos motivos que trouxeram representantes do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), da Fundação Lego, do Ministério da Cidadania e da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Seds) a Arujá, nesta segunda-feira (03/02).

       Esta é a quinta vez que a aplicação de sucesso do programa na cidade serve de referência para visitas supervisionadas ou pesquisas com o foco na infância. Representantes da fundação holandesa Bernard van Leer, da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (Fesp-SP), da Unesco e da revista inglesa especializada em direitos humanos Quartz também já estiveram na cidade.

         O encontro

         O encontro consistiu em duas etapas de reuniões para apresentação do programa e acompanhamento de visitas a três das 200 famílias que Arujá atende pelo Criança Feliz.

        Pela manhã, o prefeito José Luiz Monteiro recepcionou a comitiva no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do Parque Rodrigo Barreto, juntamente com a secretária de Assistência Social, Maria Luzia Bortone Salles Couto, e a equipe da Pasta que atua no programa.

         “É um trabalho que envolve uma responsabilidade muito grande e amor, um sentimento tão legal que quanto mais a gente divide, mais cresce. Temos uma equipe que nos dá muito orgulho e que merece os agradecimentos pelo trabalho e dedicação. Toda criança deve ser bem acolhida, bem tratada e amada”, afirmou o prefeito.

       “Estamos atingindo êxito com o programa e caminhando para atender cada vez melhor, de forma mais humana, as nossas crianças, principalmente nesta primeira infância que, acredito, é a área com mais urgência para que tenhamos uma melhora significativa no País no futuro”, afirmou a secretária.

         A economista especialista em desenvolvimento da infância do BID, Marta Rubio; gerente de iniciativas da Fundação Lego, Ana Maria Nieto; Audrey Oliveira, Claudia Braz Marzagão, Marcelo Alves e Simone Malandrino, da Seds; Paloma Belfort e Luciana de Freitas, do Ministério das Cidades; a coordenadora e a supervisora do programa na cidade, Andréia Passos e Emannuela Pires, respectivamente, além das visitadoras do programa e outros servidores da Assistência acompanharam a reunião.

         O programa

         O Criança Feliz foi implantado em 2017 em Arujá. No ano seguinte, o município foi homenageado pelo Governo Federal pelo sucesso na implantação e gerenciamento do programa.

         A iniciativa é desenvolvida com gestantes, crianças de até três anos e seus familiares participantes do Bolsa Família, crianças beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e crianças de até 6 anos afastadas da família por medidas de proteção.

COLUNISTAS

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

FOTOS

Ana Poli é a candidata à prefeita pela coligação Somos Todos

5

Republicanos confirma doutora Branca candidata a prefeita

2

PROS oficializa a candidatura de Júlio do Kaikan

1

Guia de Anunciantes