Por risco de afogamento, rios e lagoas devem ser evitados

Por risco de afogamento, a Defesa Civil de Arujá alerta a população a não nadar nos rios, lagoas, açudes ou represas de pedreiras desativadas da cidade. O hábito torna-se comum em épocas de temperaturas mais altas, mas não é indicado devido ao risco de morte.

         Locais como a lagoa Mario Janela, na região do São Domingos, e uma pedreira desativada situada no território de Santa Isabel, popularmente conhecida como Lagoa Azul, estão entre os que devem ser evitados. No primeiro, aliás, a Prefeitura instalou uma placa indicando o perigo da prática do nado.

COLUNISTAS

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

FOTOS

Sanitização de ambientes, uma arma contra o coronavírus

2

Túnel de desinfecção produzido em Arujá recebe laudo

1

Lions Clube doa 3 mil máscaras para população arujaense

1

Guia de Anunciantes