12/11/2019

Polícias Civil e Militar intensificam patrulhamento no Rincão após onda de assaltos

Desde a última semana, as polícias Civil e Militar têm intensificado o patrulhamento no Jardim Rincão, em Arujá, após ocorrerem dois assaltos com reféns, em menos de uma semana. Além da força-tarefa, a Polícia Civil trabalha na tentativa de encontrar a quadrilha que vem agindo no bairro.
Segundo o delegado titular de Arujá, Antonio Carlos Cavalcanti, os casos vêm sendo investigados por sua equipe, porém não pode fornecer mais detalhes para não atrapalhar os trabalhos. Paralelas à investigação, rondas específicas vêm sendo realizadas, segundo o delegado. 
Já Polícia Militar, de acordo como comandante Ronildo Lopes, até que volte a normalidade, diuturnamente seus agentes vêm fiscalizando o bairro, inclusive com apoio de Forca Tática de Guarulhos. Ele lembrou que em Arujá, indicadores criminais como roubo e furto vêm diminuindo gradativamente.

Os casos
No último dia 25 de outubro um morador foi abordado por quatro criminosos na porta de casa, por volta das 20h45. Os bandidos entraram, levaram objetos e renderam a esposa e as filhas que chegaram logo após o homem ser feito refém.
Os ladrões fugiram com a família no carro deles e fizeram transações de cerca de R$ 20 mil reais com os cartões das vítimas. As vítimas foram libertadas em uma cidade vizinha.
Pouco tempo após este caso, na mesma rua, no dia 6 de novembro, um morador chegava em casa com seu filho, também a noite, quando foi rendido por quatro homens armados. Segundo ocorrência registrada na Delegacia de Arujá, os suspeitos amarraram os moradores dentro da residência e começaram a colocar vários objetos da casa dentro do carro da família. Eles levaram computadores, roupas e televisores. Em seguida, foram com as vítimas no carro delas e rodaram por mais de uma hora. Os ladrões usaram uma máquina de cartão e fizeram vários débitos com os cartões das vitimas, totalizando cerca de R$ 3 mil reais. As vítimas foram levadas para uma cidade vizinha onde foram obrigadas a entrar em outro automóvel, também produtos de roubo da quadrilha. Dentro deste carro, no porta-malas, estava o proprietário do veículo, também vítimas dos ladrões. 

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.


FOTOS


Guia de Anunciantes