17/09/2019

Arujá conta com 161 casos de dengue registrados no ano; 2018 houve apenas 1

De janeiro até a última sexta-feira (13), Arujá já registrou 161 casos de dengue no município, segundo informou a Secretaria de Saúde, via Assessoria de Imprensa. O número é muito maior em comparação a 2018, quando foi registrado apenas 1 caso. Vale destacar que, segundo o Ministério da Saúde, até o último dia 24 de agosto, foram registrados 1.439.471 de casos de dengue em todo o País, com crescimento de 599,5% em relação ao mesmo período de 2018 (205.791), o que os levou a antecipar Campanha de Combate a Dengue de novembro para setembro, em busca de mobilizar a população e garantir que não apareça novos focos do Aedes aegypti.
Em Arujá, a Secretaria de Saúde informou que realiza ações de combate ao mosquito assim como faz trabalhos de conscientização da população diariamente, com vistorias nas residências e orientação quanto aos cuidados de prevenção. Ainda de acordo com a Pasta, por mês, em média, são distribuídos e instaladas 150 telas de caixa d’água e vistoriadas 10 mil residências com o objetivo de eliminar focos existentes ou possíveis do mosquito, além de recolher 15 toneladas de pneus, sendo uma tonelada e meia em terrenos baldios e vias públicas e três toneladas de inservíveis (garrafas, vasos, baldes, etc.), dentre outras ações.

Prevenção
Durante o período de seca, a população pode realizar ações de prevenção, basta tirar 10 minutos do dia para verificar se existe algum tipo de depósito de água no quintal ou dentro de casa, por exemplo. Uma vez por semana, lavar com água, sabão e esfregar com escova os pequenos depósitos móveis, como vasilha de água do animal de estimação e vasos de plantas.
Além disso, é preciso descartar o lixo em local adequado, não acumular no quintal ou jogar em praças e terrenos baldios. Limpar as calhas, retirando as folhas que se acumularam no Inverno também é importante para evitar pequenas poças de água. Cada pessoa pode ser um vigilante permanente de atenção à saúde.
Em Arujá a Prefeitura disponibiliza também canal direto de relacionamento para a população fazer denúncias, como o Disque-Dengue (0800 788 8882), que recebe, em média, 115 chamadas mensais.

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.


FOTOS


Guia de Anunciantes