03/08/2019

Aplicativo da Guarda de Arujá registra 796 chamadas

Até o final do primeiro semestre de 2019, o aplicativo 153 Cidadão, criado pela Guarda Municipal de Arujá, contabilizou 796 solicitações. Ao todo, 380 pessoas utilizam o dispositivo, segundo a Secretaria Municipal de Segurança Pública.
Duas prisões ocorridas na cidade tiveram ligação direta com a ferramenta: o primeiro caso é de um motorista dirigindo pela contramão na Avenida João Manoel, sob efeito de álcool. Já no segundo incidente, a vítima beirou a morte após o ex-companheiro ter tentado estrangulá-la, usando um pedaço de fio, por não aceitar o fim do relacionamento. Em ambos os casos, pessoas que se encontravam no local denunciaram o ocorrido pelo serviço digital.

O app
Para utilizar o aplicativo 153 Cidadão, basta que qualquer pessoa acesse a loja de seu smartphone ou tablet, faça o download gratuito e a instalação, cadastre o número telefone e solicite o código de validação. Após recebê-lo, deve aceitar os termos de política de uso e privacidade, inserir nome, CPF, RG, profissão e e-mail.
O aplicativo também conta com as ferramentas “Telefones Úteis” (Bombeiros, Guarda Civil Municipal, Polícia Militar, Prefeitura e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – Samu), “Notícias” e “Fale Conosco” (para formalização de elogio, sugestão, reclamação e informações junto à GCM).

Segurança
O secretário de Segurança Pública de Arujá, Carlos Roberto Vissechi, lembra que, além do aplicativo para agilizar o atendimento às ocorrências, a Prefeitura tem realizado investimentos contínuos na Guarda Municipal, como a aquisição de equipamentos, viaturas elétricas e coletes e capacitação constante dos profissionais. 
“Embora a questão da segurança seja uma atribuição do Estado, Arujá não está se omitindo da situação e tem investido fortemente para conquistar melhorias e um dia a dia mais seguro para a população”, destaca o secretário.

 

Operação conjunta

A Guarda Civil Municipal e a Polícia Civil realizaram na última quarta-feira (31) uma blitz com o objetivo de coibir o acesso de veículos irregulares que muitas vezes são utilizados para realizar furtos e roubos na cidade. A operação conjunta ocorreu na  Estrada de Santa Isabel (km 40) e na Estrada dos Índios (Village).
Na oportunidade, que contou com auxílio de um drone da GCM e foi comandada pelo delegado titular de Arujá, Antônio Carlos Cavalcanti e o secretário de Segurança Pública, Carlos Roberto Vissechi, foram realizadas abordagens para checar a documentação dos condutores e dos veículos, que também tiveram verificadas as condições de viagem.
“Esse tipo de ação será constante em toda a cidade, em dias, horários e locais distintos”, explica o secretário.
De acordo com o subcomandante da corporação, Uelton Almeida, os locais alvos da operação ficam nas entradas e nas saídas da cidade, que normalmente são utilizadas como rota de fuga.

 

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.


FOTOS


Guia de Anunciantes