03/08/2019

Exposição “Caminhos do Senhor Bom Jesus” é opção de passeio no feriado

Aberta à visitação do público de segunda a sexta-feira até o dia 15 de agosto, a Exposição “Caminhos do Senhor Bom Jesus” será uma opção de passeio no feriado da próxima terça-feira (6), em Arujá, em horário especial, das 13h às 18h. A mostra fotográfica, que faz homenagem ao Padroeiro da cidade, está exposta no hall da Câmara Municipal de Arujá, que fica na Rua Rodrigues Alves, 51, Centro. A entrada é gratuita e nos demais dias, os horários de visitas monitoradas são de 9h às 11h30 (manhã) e das 14h às 16h (tarde).

Abertura
Cerca de 80 estudantes da Escola Municipal Sidonia Nasser do Prado acompanharam, na tarde da última quinta-feira (1) , a abertura da mostra fotográfica, que é a terceira exposição do ano promovida pelo Legislativo arujaense. A exposição reúne imagens históricas da Igreja e da escultura do Senhor Bom Jesus registradas ao longo de décadas e – a maioria delas – sob a tutela do historiador e escritor João Machado, que participou da abertura.
Na ocasião, o escritor doou à escola um exemplar de seu mais recente livro, Documenta Arujá – Cidade Natureza – Memórias, mitos e lendas de um povo que contribuiu para sua história. “Fico à disposição de vocês para dar uma aula e levar documentos e imagens históricas de nosso querido município”, afirmou João Machado ao grupo de estudantes.
A abertura do evento foi realizada pelo presidente da Casa de Leis Reynaldo Gregório Junior (PTB), o Reynaldinho, que exaltou a importância de resgatar, por meio de iniciativas como a da Mostra, os principais fatos históricos do município. “A história é constante e viva. No futuro, os registros fotográficos que fizemos hoje serão história também. Por isso temos que valorizar cada momento”.
O padre José Reis, presente à abertura, explanou sobre a importância da capela que mais tarde se tornaria a Igreja Matriz e marco zero da cidade, tudo inspirado pela devoção ao Senhor Bom Jesus. “Quando a gente perde nossa história, perde também nossa identidade como cidadãos”, avaliou.
A vereadora Ana Cristina Poli (PL), por sua vez, ressaltou que o desprezo à história leva ao esquecimento. Ainda participaram do evento os vereadores e ex-presidentes da Câmara Abel Franco Larini (PL), o Abelzinho, e Renato Bispo Caroba (PT).

 

O Sagrado

Há 278 anos, em 1741, era descoberta às margens do Rio Baquirivu uma imagem de madeira representando Jesus flagelado, amarrado a uma coluna. O acontecimento marcaria profundamente a história do local, que depois se tornaria o município de Arujá.
Mais tarde, em 1744, segundo João Machado, foi construída uma capela em louvor ao Senhor Bom Jesus e, no século XIX, neste mesmo local, a atual Igreja Matriz, reconhecida como o marco zero do município.
A devoção ao Senhor Bom Jesus, hoje patrono da cidade, agora tem passagens marcantes de sua história retratadas na terceira exposição fotográfica do ano promovida pela Câmara Municipal.

 

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.


FOTOS


Guia de Anunciantes