07/05/2019

Trabalho da PM em parcerias com outros órgãos e população faz cair a criminalidade em Arujá

Em um trabalho que vem sendo realizado com afinco pela equipe dirigida pelo capitão Rodrigo Fernandes, ao qual se inclui a participação da comunidade, quer seja com instalação de câmaras de monitoramento (particulares ou de pontos comerciais), a atuação de grupos no WhatsApp, entre eles o “Vizinhança Solidária”, além das boas parcerias dos segmentos de prevenção e combate ao crime: Polícia Militar, Polícia Civil e Guarda Municipal, a cidade vem conseguindo baixar alguns índices de criminalidade, manteve outros, porém, não houve aumento em nenhum tipo de crime no município no período avaliado pela Secretaria de Segurança Pública, ou seja, no levantamento que compara os meses da abril de 2018 e abril de 2019.
O levantamento feito revela que caíram os números de furtos, roubos (residências, veículos e de cargas), manteve-se o número de homicídios (0), o número de roubo a banco também ficou igual (0), bem como o número de estupros foi mantido (5) e o número de furto de veículos (21).    
Assim sendo, mostra que ocorreu em Arujá, no mês de abril de 2018, um total de 151 crimes. Já no mês de abril de 2019 o número caiu para 111. Trata-se de uma queda bastante razoável tendo em vista as circunstâncias que o País atravessa.
Vale lembrar que alguns segmentos da população atribuem a criminalidade aos altos índices de desemprego e desajustes sociais. Porém, apesar desta dura realidade  no último ano, o trabalho minucioso da PM, quem vem promovendo a prisão de elementos envolvidos com a criminalidade (envolvidos com furtos, roubos, homicídios, etc.) foi possível diminuir as ações destes indivíduos contra a população, ou, no mínimo estabilizar os atos cometidos contra as famílias e os trabalhadores.
Na avaliação do comandante da PM local, capitão Rodrigo, o trabalho de patrulhamento nos bairros traz grandes resultados, a exemplo de várias prisões realizadas contra elementos que possuem passagem pela polícia. Foram presos ladrões de residências e de veículos, o que tirou parte destes elementos de circulação, porém ele ratifica que a parceria com a comunidade é fundamental.
O capitão destaca que a população está muito mais vigilante nos últimos tempos. Tem se preocupado em instalar câmeras de monitoramento, além de se unirem em grupos trocando informações e repassando-as à PM. Esta, por sua vez, imediatamente passa a atuar na busca dos meliantes, já tendo conseguido fazer prisões, como fatos ocorridos recentemente no Jardim Emília e no Jardim Rincão.
O capitão tem participado de encontros com a população, através do Conseg, de associações, ouvindo queixas, debatendo formas e parcerias que podem levar os maus elementos para a cadeia, assim como ocorreu no encontro realizado no Condemat, ocasião em que esteve juntamente com o comandante da Guarda Municipal de Arujá, José Carlos , discutindo fatos relacionadas à Segurança Pública e estratégias a serem adotadas nos municípios do Alto Tietê. 
 O trabalho deve ser multiplicado em cada município, frisando que a parceria com a polícia é extremamente importante para tirar de circulação os inimigos da lei e conquistar a tranquilidade que todos os cidadãos precisam e merecem.

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.


FOTOS


Guia de Anunciantes