01/04/2019

A Câmara de Arujá aprova Moção de Repúdio e de Parabenização

Com apoio de todos os vereadores, a Câmara de Arujá aprovou uma Moção de Repúdio contra o Shopping JK Iguatemi, localizado na Capital, na Sessão Ordinária de 27/3. Em visita à exposição Os 90 anos do Mickey um grupo de crianças de escolas de Guaratinguetá foi barrado por uma funcionária da ONG Orienta a Vida, responsável pela atividade. A atitude causou indignação e no último dia 28/3 o Ministério Público instaurou inquérito civil para apurar se houve discriminação racial ou social, segundo informações do portal R7. A funcionária foi demitida e as crianças – a convite da entidade – retornaram ao Shopping.
Autor da Moção, o presidente da Câmara de Arujá, Reynaldo Gregório Junior (PTB), Reynaldinho, demonstrou sua indignação diante do ocorrido. “Vivemos em um momento de evolução tecnológica, mas parece que o ser humano está regredindo. É inaceitável o que ocorreu e peço o apoio dos pares em solidariedade àquelas crianças para que isso nunca mais aconteça. Não é cabível tamanha crueldade”, resumiu.
Cópias da Moção serão encaminhadas ao Shopping JK Iguatemi e à Secretaria Municipal de Educação da cidade de Guaratinguetá.

Parabenização
Outra três Moções – desta vez de parabenização – foram aprovadas pelo Plenário da Casa de Leis. Foram homenageadas a Polícia Militar de Arujá pela atuação em uma ocorrência de assalto seguida de sequestro no bairro do Jordanópolis, iniciativa do vereador Abel Franco Larini (PR), o Abelzinho; o Arujá Golf Clube pela passagem do 54º aniversário, proposta pelo vereador Gabriel dos Santos (PSD) e a APAE de Arujá por seus 30 anos, a qual foi subscrita pelo Poder Legislativo.
Na mesma Sessão foram apresentadas 54 indicações para serviços a serem executados pela Prefeitura, 30 Requerimentos de informações, além da discussão e votação de Projetos de Lei.

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.


FOTOS


Guia de Anunciantes