19/03/2019

Ladrões invadem a UBS do Jardim Emília, furtam e promovem vandalismo

No último domingo, 17, a Secretaria de Saúde de Arujá passou informe aos veículos de comunicação destacando que foi registrado um furto na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Jardim Emília. Na realidade foi muito mais que um furto, pois além dos prejuízos aos cofres públicos que terão que repor os vidros quebrados, as portas danificadas, os aparelhos levados, além dos equipamentos e mobílias quebrados propositalmente,  houve ainda os danos aos usuários da Unidade, tendo em vista que, na segunda-feira, 15, pela manhã não havia como atender as consultas agendadas, pois os atos criminosos atingiram todo tipo de equipamento que se fazem necessários para atendentes, médicos e enfermeiros desenvolver suas atividades. 
O fato gerou revolta em moradores daquela região da cidade que, pelo fato de morarem longe da região central, tem dificuldades para acessar outras unidades. A bem da verdade, alguns, por serem pegos de surpresa,  sequer possuíam recursos para pagar o transporte coletivo para se deslocar para outras unidades de atendimento. 
Realmente foi um desalento observar a falta de consideração que os invasores tiveram com os reais atingidos pelo crime, ou seja, os usuários. Um chegou a comentar: “Este tipo de gente destrói aquilo que serve a eles próprios ou a seus familiares, como faziam em outros tempos com os orelhões (telefones públicos), como a toda hora fazem incendiando ônibus. São sem noção, sem educação e sem nenhum tipo e consideração com seus semelhantes”. 
Os levantamentos da Secretaria mostram que foram furtados:  01 TV, 02 notebooks,  03 Tablets e 1 micro-ondas, além de danificarem mais dois computadores e outros equipamentos. 
A Prefeitura de Arujá, através da Secretaria de Saúde, fez mais do que o possível para restabelecer os atendimentos  assim que possível aos usuários, e fez o seguinte posicionamento:   
“A Administração desde já pede a compreensão dos usuários e reforça que atos de vandalismo como este prejudicam a todos que se utilizam da rede pública e devem ser denunciados”.
Os fatos foram registrados no DP de Arujá para que as investigações sejam feitas e encontrados os responsáveis.

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.


FOTOS


Guia de Anunciantes