18/02/2019

Secretária de Educação é convocada a prestar esclarecimentos na Câmara

O Plenário da Câmara de Arujá aprovou durante a Sessão Ordinária da última quarta-feira (13) a convocação da secretária de Educação Priscila Sidorco. A gestora deverá prestar esclarecimentos a respeito das providências da Pasta quanto à manutenção de unidades escolares, bem como o impacto do cancelamento do processo de gestão compartilhada das creches municipais da cidade. O Requerimento (nº 1819/19) é de autoria do vereador Renato Bispo Caroba (PT).
“A única coisa que a secretária fez do ano passado até agora foi esperar a volta às aulas, e nada de manutenção”, acusou Caroba. “Também houve o erro grotesco do prefeito e da secretária com relação à ilegalidade do edital para implantação do sistema de gestão compartilhada de creches que precisa ser discutido”, disse o parlamentar.
Cristiane Araújo Pedro (PSD), a Profª Cris do Barreto, por sua vez, saiu em defesa da titular da Pasta de Educação. “Fui informada de que tudo que é solicitado pela Educação [manutenção e reformas] é repassado às Secretarias de Serviços e de Obras, onde nada avança”, disse. Segundo a vereadora, ela teve acesso a uma lista de pedidos protocolados pela Educação desde 3 de março de 2018 que não foram atendidos pela Secretaria de Obras, cujo titular é o veterano Ciro Dói.
“Infelizmente a Educação não tem profissionais próprios para trabalhar nas manutenções escolares”, ponderou Profª Cris do Barreto, que acrescentou que o prefeito José Luiz Monteiro, diante do problema, comprometeu-se com ela a reservar uma equipe específica para as manutenções demandadas pela Educação.
Em vista desta situação, a vereadora propôs verbalmente que fossem convidados os titulares das Pastas de Obras, Serviços, Jurídico e Finanças para prestar esclarecimentos juntamente à secretária de Educação. A data para realização da sabatina ainda não foi definida.

 

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.


FOTOS


Guia de Anunciantes