29/01/2019

Prefeitura apresenta relatório e diz que não houve negligência em atendimento de moradora que foi a óbito

A Prefeitura de Arujá convocou na última sexta-feira (25) uma coletiva de imprensa para apresentar relatórios técnicos sobre os atendimentos prestados aos pacientes, Maria Bernadete da Silva, que foi a óbito no último dia 14 de janeiro e Luiz Roberto Soares, que relata ter ficado cego após atendimento no PA (Pronto Atendimento) Central. Na entrevista estiveram presentes o secretário-adjunto da Saúde e cogestor do contrato com o Instituto de Desenvolvimento de Gestão, Tecnologia e Pesquisa em Saúde e Assistência Social (IDGT), doutor Martino José Piatto, e o diretor técnico da empresa, doutor Sérgio Robles. 
Sobre o caso da moradora do Jordanópolis, dona Maria Bernadete de 65 anos, que deu entrada no dia 12 de janeiro e morreu no dia 14, a Prefeitura informou que: “com análise dos documentos concluímos que no atendimento realizado a paciente não houve por parte da equipe técnica negligência, o que é ratificada pela Comissão Ética instaurada pela comissão”.
Para análise e parecer do caso, a Prefeitura disse que avaliou prontuários e exames no local, bem como relatórios da Comissão de Ética Médica e das circunstâncias e notificações respondidas pela empresa IDGT. Sobre a possível falta de energia e infusão de medicamentos errados, foi negada qualquer prática.
Sobre o caso do paciente Luiz Roberto, que deu entrada no dia 10 de janeiro e diz ter ficado cego depois que foi medicado no PA Central, o relatório apontou que “não houve a infusão de medicamentos irregulares ou procedimentos inadequados” que pudesse atribuir a “amaurose” (cegueira) relatada. O relatório do senhor Luiz ficou prejudicado, segundo a Prefeitura, que aguarda relatório médico do Hospital Luzia de Pinho Melo, em Mogi, para concluir.
Vale lembrar que o paciente recebeu alta no PA de Arujá e posteriormente procurou atendimento no hospital mogiano, onde permanece internado e sem enxergar.

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.


FOTOS


Guia de Anunciantes