07/09/2018

Arujaense reclama da falta de cadeiras de rodas e produtos básicos no Pronto Atendimento

“É inadmissível um Pronto-Socorro não ter uma cadeira de rodas para atender um idoso de 90 anos com mobilidade reduzida”. Este relato de indignação é da arujaense Vanessa Correcher, que na última segunda-feira (3) levou o avô, Nelson Cianci, de 90 anos, para ser atendido no Pronto Atendimento (PA) Municipal de Arujá e não encontrou uma cadeira de rodas para remover o paciente.
Ela contou à reportagem que chegou naquela unidade por volta das 13h e foi informada pelos funcionários de que não tinha cadeira de rodas e nem macas. “Meu noivo então carregou meu avô para ser atendido”, disse Vanessa. A moradora ainda contou que durante o período que seu avô ficou internado no PS, não tinha nem papel higiênico para utilizar. Ela ressaltou ainda a demora de oito horas aguardando a ambulância para levar o idoso ao município vizinho de Santa Isabel para fazer um exame de tomografia.
“Agora nas eleições, os deputados que gastam milhões em santinhos e em campanhas eleitorais, deveriam, na hora certa, distribuir cadeiras de rodas e recursos para que os moradores de Arujá tenham o mínimo para serem atendidos com dignidade”, enfatizou Vanessa indignada.
Senhor Nelson Cianci teve alta na última quarta-feira (5).

Prefeitura
Questionada sobre o ocorrido, a Secretaria de Saúde informou via Assessoria de Imprensa que entrou em contato com a empresa e que “de acordo com a diretoria da Inovação, organização social responsável pela unidade, não há falta de cadeira de rodas, macas ou papel higiênico, mas que, diante do fato narrado, irá verificar detalhadamente o que ocorreu com a equipe que trabalhou na data informada e que estará na unidade novamente no dia 07/08”.
A Prefeitura ainda informou que existe “uma pesquisa de qualidade respondida pela filha do paciente em que consta assinalado ‘Bom’ para os serviços Médico, de Enfermagem, Recepção e Nutrição e "Ótimo" para Agilidade, Educação, Sinalização e Limpeza”.

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.


FOTOS


Guia de Anunciantes