31/10/2017

Arujá registra aumento nos principais indicadores criminais em setembro, mas apanhado geral segue em queda, diz SSP

Nos nove primeiros meses os índices apresentaram queda de acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública

Em Arujá, seis dos nove principais indicadores criminais registraram um aumento no mês de setembro se comparado ao mesmo período do ano passado, segundo dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), na última semana. Homicídio doloso, tentativa de homicídio, estupro, roubo em geral (exceto o de veículos), roubo de carga e furto de veículo foram os indicadores que apresentaram aumento (veja tabela). Já latrocínio, roubo de veículo e furtos em geral diminuíram em setembro deste ano.
Ainda de acordo com a SSP, no apanhado geral dos nove primeiros meses do ano, Arujá vem apresentando queda nos principais indicadores, como roubo em geral. Nesse indicador, que contabiliza todos os tipos de roubo, exceto o de veículos, foram registrados 339 casos em 2017, contra 416 em 2016, uma redução de 19%. Já os casos de roubo de veículo diminuíram de 134 em 2016, para 122 nos nove primeiros meses de 2017, uma redução de 9%.
Roubo de carga e tentativa de homicídio foram dois indicadores que apresentaram aumento significativo. Os casos de roubo de carga saltaram de 34 em 2016, para 72 em 2017. Já as tentativas de homicídio saíram de quatro nos nove primeiro meses de 2016, para nove no mesmo período de 2017.
Para o comandante da 3ª Cia da Polícia Militar de Arujá, capitão Rodrigo Fernandes, o aumento dos indicadores criminais no mês de setembro estão dentro de uma tendência anual.
“Os indicadores estão sob controle. É perceptível a todos os aumentos das prisões e da ostensividade da PM. Tem de ser ressaltado que enquanto as leis continuarem estimulando o crime, nosso trabalho não será realmente o ponto de redução de índice criminal. A Polícia Militar só lida com os efeitos do crime, não tem qualquer ligação com a origem do criminoso, com espaço físico para prática do crime e muito menos tem qualquer função com a condenação do infrator”, ressalta o comandante.

 

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.


FOTOS


Guia de Anunciantes