17/09/2016

Núcleo Fabrício Implantes investe em tecnologia 3D

Sistema permite a confecção de dentes e restaurações em apenas uma manhã sem a necessidade de moldagens e laboratório de prótese; técnica já está disponível em Arujá

Se não aconteceu com você, com certeza conhece alguém que estava prestes a viajar e uma coroa simplesmente caiu da boca ou então é do tipo de pessoa que tem pouco tempo disponível e descobre que vai precisar de uma ponte (tipo de prótese destinado a substituir um ou mais dentes). Em uma destas situações ou qualquer outra que precise de um implante, uma tecnologia diferente que permite substituir uma prótese antiga ou instalar uma nova em uma única consulta pode ser útil. 
Pensando sempre em oferecer tratamentos com excelência e alta performance é que o Núcleo Fabrício Implantes trouxe para Arujá e região o que há de mais moderno no mercado odontológico, o Cerec Sirona, equipamento alemão, composto de um escâner intraoral e uma máquina de fresagem que permitem ao dentista confeccionar restaurações no consultório, sem precisar enviar um molde para um laboratório. 
Uma única prótese dentaria que demoraria semanas para então ser ‘cimentada’ na boca do paciente, demora menos de 10 a 12 minutos para ficar pronta, explica o diretor clínico do Núcleo, doutor Fabrício José de Araujo. Além da praticidade, o equipamento oferece outras vantagens, como as próteses ficarem com as medidas mais precisas.
“Isso sem contar o custo benefício para o paciente que não precisa ir e voltar várias vezes ao consultório para fazer o molde, colocar um provisório, provar o bloco, fazer ajustes, dentre outras etapa”, explica o implantodontista.
Na técnica convencional, o dentista diagnostica o problema, faz um molde da prótese e o envia para um laboratório protético. Depois, prepara a região da boca onde será inserida a prótese e coloca ali uma restauração provisória. 
“Se não tiver nenhum problema com a prótese, ela é cimentada e pronto, mas se houver qualquer problema, tem de, novamente, enviar ao laboratório para adaptações, e depois testar outra vez”, salienta doutor Fabrício.
Com a tecnologia do Cerec Sirona o procedimento é rápido e preciso. É realizada a imagem tridimensional da região a ser trabalhada com um escâner. Depois, em computador, determina os padrões que a prótese terá, inclusive a cor. O programa calcula exatamente as dimensões do modelo, corrige possíveis erros e envia os dados à máquina de fresagem. O dentista, então, insere um pequeno bloco prensado de cerâmica na fresadora e cerca de 10 minutos depois, tira-o de lá, esculpido e pronto para ser cimentado na boca do paciente, quase sempre sem necessidade de ajustes.
No Núcleo Fabrício Implantes, localizado na área central de Arujá, o método já é usado desde o segundo semestre deste ano. Pioneira em adquirir o Cerec Sirona, uma vez que existe atualmente cerca de mil equipamentos com essa tecnologia no Brasil, a clínica não busca apenas oferecer o que há de mais moderno no mercado, mas também investe no aperfeiçoamento de seus profissionais, tanto que, para que fosse possível operar o novo sistema, Fabrício explica que foi necessário passar por treinamento em um curso especifico.
“Não adianta você possuir um equipamento de ponta e não souber operar. É uma máquina que precisa de profissionais qualificados para operar”, salienta Fabrício.

Serviço
 O Núcleo Fabrício Implantes está localizado na Avenida dos Expedicionários, 1.084, no Centro de Arujá. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 4653-1361.
Novidades sobre a clínica também podem ser acompanhadas pelas redes sociais (facebook, instagram e youtube) com o nome Fabrício Implantes.

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.


FOTOS


Guia de Anunciantes