13/05/2019

“Mulheres” é o tema da Mostra Fotográfica que está na Câmara de Arujá

A Câmara Municipal de Arujá inaugurou ontem, 10, a Mostra Fotográfica “Mulheres”, de Graziela Gilioli.

As fotos estão expostas no Hall Vereador Mirandy Ferreira Magalhães, que fica no pavimento superior da Câmara, tendo livre visitação até o dia 24 de maio, das 9:00 às 11:30- e das 14:00 às 16:00.
Em entrevista aos veículos de comunicação de Arujá, a fotógrafa, Graziela Gillioli, discorreu sobre sua formação acadêmica, das  atividades diversificadas que já desenvolveu e o que a levou a optar por fotografia.
Contou que fez cursos no exterior e, viajando, foi encantando-se com outras maneiras de vida e outras formas de pensar. Aquilo foi tocando sua alma e acabou  levando-a a pensar em uma forma de retratar toda diversidade que existe em nosso mundo. Concluiu que a fotografia poderia ser um instrumento para este fim.
Além dos cursos que já tinha em Ciências Sociais, Administração de Marketing, MBA em gestão de marcas globais, decidiu estudar na Escola Panamericana fazendo o curso de artes e design. Neste período participou de uma seletiva para fotógrafos iniciantes na Bienal de Roma na Itália e ganhou o prêmio honorífico desta Bienal com a obra “O Tempo Esquecido”. Assim, vinda de experiências de trabalho tão díspares, acabou descobrindo uma nova profissão. Foi fazer aperfeiçoamento na Universidade de Londres e nos EUA.

Fascinação pelo planeta Terra 
Ela conta que tem fascinação pelo planeta Terra e não consegue ver diferenças em quem mora em qualquer um dos lugares que existe nele: “A linhas geográficas que separam os países são aleatórias, e a essência dos seres humanos é igual no Japão, em Singapura, na França. Todas as pessoas sofrem, choram e se alegram pelas mesmas coisas, estejam onde estiverem”, observa a fotógrafa que já viajou por mais de 40 países.
Ela contou que a Mostra que está na Câmara de Arujá, focada só em mulheres, foi feita na França, no Marrocos, no Brasil, Itália, Perú e no Butão.
As fotos buscam mostrar países em que as mulheres são valorizadas por motivos diferentes. Citou como exemplo o Butão, um país paupérrimo, localizado no sul da Ásia, no extremo leste dos Himalaias. Nele a renda per capta é de U$ 2,00, porém é um país riquíssimo em cultura, educação,, respeito, e admiração pela natureza. “O Butão é um país fabuloso. Lá a mulher é a Mãe Natureza. Ela é respeitada e ouvida com a gratidão que não existe em nenhum outro lugar do mundo, conta Graziela posicionando que são deste país o maior número de fotos da Mostra que está em Arujá.
Uma das fotos do Butão é de uma mulher idosa fazendo um percurso de dezenas de quilômetros. No caminho da cidade de Paro até o templo budista de Taiguanise que fica a 3 mil metros de altitude, a mulher caminha ao lado do cavalo que leva apenas as frutas, pães, comidas que são oferecidas aos Deuses. Ela não monta no cavalo por entender que ele ficaria cansado de levá-la em suas costas. Isso é respeito.  

A bravura da mulher é destaque
As fotos de Graziela Gilioli buscam mostrar a bravura da mulher ao ser destemida. Corajosa, firme em seus propósitos. Os nomes dados às fotografias são exatamente as qualidades que existem em todas as mulheres e representam a força avassaladora destes seres delicados e muito fortes. 
Indagada sobre outros temas que tem para expor ela falou de uma Mostra que fez em São Paulo, Capital, com fotografias de paisagens. Destacou que sua próxima Mostra será sobre os homens.
Posicionou que não é, como outros profissionais deste segmento, especializada em um tema. Acha que tudo faz parte do mesmo mundo, da mesma energia, da mesma origem e do mesmo destino: “Tudo pode ser elemento fotográfico, tudo me interessa”.
Ao falar sobre os países visitados que mais admirou, Graziela ponderou: “Em 1º lugar o Butão; em segundo lugar Marrocos e, em 3º lugar, o Peru. São países muito diferentes, não se trata de nenhuma grande potência, porém são ricos em cultura e lugares em que as cores vibrantes fazem parte da cultura, e as cores fazem parte do meu trabalho porque elas falam por si só.” 

Comente esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.


FOTOS


Guia de Anunciantes